10

nov14

Movimento cristão “Eu Escolhi Esperar” incita ódio e preconceito contra ateus nas redes sociais

escolhi-esperar-incita-odio

O movimento-página evangélico “Eu Escolhi Esperar” tem investido em propagar ódio e preconceito contra ateus nas redes sociais. Em 7 de outubro, no Twitter, chamou quem não acredita em Deus de “mais vil do que um demônio”. E ontem afirmou “como é vazia uma vida sem Deus”.

Os prints abaixo registram o ódio religioso manifestado pela página:

odio-escolhi-esperar-twitter

Link: https://twitter.com/EscolhiEsperar/status/519482280453349376

 

odio-escolhi-esperar-facebook

Link: https://www.facebook.com/euescolhiesperar/posts/757920270911897

A página incide em crime de intolerância religiosa, segundo a Lei 7.716/1989, que pune o preconceito baseado em religião (ou falta de religião). E portanto pode e deve ser denunciada a várias entidades: Polícia Federal, Ministério Público Federal e SaferNet.

O devido atendimento às denúncias contra o “Eu Escolhi Esperar” será uma oportunidade de visibilizar perante a sociedade brasileira o preconceito contra ateus que galopa no Brasil. E também será uma lição para os religiosos intolerantes, que terão que aprender, seja por conscientização, seja pela coerção da lei, que ateus também merecem respeito, tal como qualquer pessoa religiosa.

imagrs

7 comentário(s). Venha deixar o seu também.

Ronaldo

novembro 21 2014 Responder

Ateu também é filho do Deus Pai! Se este ateu pratica e vive respeitando e fazendo o melhor por todos, este, se quiser, irá para o céu! Também, precisam conhecer bem quem é Deus e quem é o Diabo.

Ronaldo

novembro 13 2014 Responder

Caro Robson, obrigado por não ter apagado. Não é a minha intenção desmoralizar nem denegrir qualquer religião. Só procuro entendê-las. Não é de hoje que os ateus alertam sobre as contradições presentes nelas. Procuramos a verdade ou não?

Ronaldo

novembro 12 2014 Responder

Chamar de “diabo” o Deus de um livro sagrado judaico é intolerância religiosa. Comentário intolerante apagado. RFS

Tiago

novembro 12 2014 Responder

O problema é que a denuncia não vai servir de lição para eles. Eles só vão passar a se considerar mártires do cristismo, defensores da palavra do senhor (com “s” minúsculo).

Aliás este é um comportamento padrão em todos os fanáticos. Se os fatos contradizem sua crença, elimine o fatos, ou pelo menos grite mais alto do que eles.

Carlos

novembro 11 2014 Responder

Não pode haver progresso económico e social enquanto imperar a cultura da violencia e da intolerancia.
Ateus não vivem na ilusão, real é o medo das religiões onde o amor e compaixão são palavras sujas.

HELOISA HELENA

novembro 11 2014 Responder

É criminosa a postura desses fanáticos!!
Robson, você poderia esclarecer dúvidas a respeito da denúncia?
1. A denúncia pode ser individual e\ou coletiva?
2. Poderemos denunciar em várias entidades concomitantemente?
3. Após a denúncia, o que caberá ao MP fazer de imediato?
Obrigada. Abração!

    Robson Fernando de Souza

    novembro 11 2014 Responder

    Oi Heloisa. Respondendo:
    1. Pode ser tanto uma como outra.
    2. Pode sim. Aliás, é muito recomendável.
    3. Isso eu ainda não sei.
    []s!

Sua opinião é bem vinda, desde que respeitosa. Fique à vontade para comentar abaixo