26

fev15

Pastor acusa “falta de Deus” de ser causa de pais matarem filhos

artigo-de-pastor-falta-deus

Um artigo publicado ontem no site do Diário da Manhã, jornal de Goiânia, incentiva o preconceito contra as pessoas que “não têm Deus no coração”. Escrito pelo pastor Leordino Lopes, o texto, intitulado A origem e causas do grande amor aos filhos, declara:

Como entender que uma mulher, mãe, possa jogar seu filho em um latão de lixo?…Como é possível que um pai mate seu próprio filho?…Falta exatamente o amor, falta Deus na vida de um homem ou de uma mulher capaz de tamanha crueldade.

O argumento da “falta de Deus” prega que pessoas que “não têm Deus no coração” – ou seja, desde cristãos não praticantes que não colocam a religião em primeiro lugar na vida até ateus e religiosos não monoteístas – seriam capazes de cometer crimes e atrocidades diversas contra a vida humana e não humana única ou principalmente por não acreditarem em Deus e, por isso, não seguirem em suas vidas os ditames morais das religiões monoteístas.

Declarações desse tipo são de uma notável intolerância, que incita que pessoas que não creem em Deus – ou até acreditam mas não vivem baseados em religiosidade – sejam hostilizadas, agredidas ou perturbadas por pregações religiosas que as coajam a adotar o fervor religioso cristão em suas vidas.

E por isso não devem ser admitidas, já que constituem agressão aos Direitos Humanos, incluída a liberdade de crença e descrença, de ateus, deístas, teístas irreligiosos, pagãos, afrorreligiosos, cristãos de fé fraca e outras categorias. Portanto o Consciencia.blog.br incita que protestos (educados) sejam deixados nos comentários do artigo do pastor.

imagrs

Seja a primeira pessoa a comentar

Sua opinião é bem vinda, desde que respeitosa. Fique à vontade para comentar abaixo