25

out15

O impacto de Cowspiracy na confiabilidade das grandes ONGs ambientalistas

“O filme ambientalista que as organizações ambientalistas não querem que você veja”

Assistindo ao documentário Cowspiracy: o segredo da sustentabilidade, percebemos que ele tem dois grandes impactos no ambientalismo mundial. O primeiro deles é inserir o veganismo, de uma vez por todas, no admirável rol de soluções pró-sustentáveis e métodos de oposição política ao agronegócio que explora animais e destrói implacavelmente o meio ambiente. O segundo, no qual este texto foca, é colocar na berlinda a confiabilidade das grandes ONGs ambientalistas e do que elas nos dizem sobre quais são as grandes ameaças à biosfera e à própria vida humana na Terra.

Cowspiracy fez algo que nenhum vídeo conspiracionista negador das mudanças climáticas conseguiu fazer bem-sucedidamente: provar por A mais B que essas entidades não são tão comprometidas com a salvação do meio ambiente, éticas e responsáveis como declaram ser. Obriga-as a rever sua posição sobre problemas ambientais mais carregados de poder político, como a pecuária, hoje protegida por um forte lobby político-econômico ruralista em muitos países, caso queiram salvar sua reputação e continuar sendo reconhecidas como ONGs sérias.

O documentário mostrou escancaradamente como essas organizações boicotam a problematização ambiental da pecuária e da pesca, mesmo sendo elas as atividades humanas de maior impacto ambiental existentes, mais gigantesco até mesmo do que a geração de energia e os meios de transporte.

Provou como abolir os produtos de origem animal do consumo alimentar e não alimentar é uma maneira gigantemente melhor de promover a sustentabilidade do que não deixar a torneira da pia do banheiro gotejando, moderar o uso do chuveiro elétrico, deixar de usar o carro uma vez por semana e doar 20 reais por mês para uma “ONG-empresa”.

Apesar de isso ficar cada vez mais evidente, vide relatórios da ONU (FAO e UNEP) e do Worldwatch Institute, quase todas as ONGs declaram um criminoso boicote ao tema. Tergiversaram quando Keegan Kuhn, o principal membro do documentário, perguntou a representantes ou requisitou conversas. Em alguns casos, fecharam-lhe a porta na cara. Uma das entrevistadas chegou a imitar Beavis e Butt-head, personagens de desenho animado dos anos 90 marcantes pela estupidez, quando lhe foi mencionada a emissão atmosférica de metano pela flatulência bovina.

É ingenuidade acreditar que essa sonegação de informações sobre o impacto ambiental da pecuária e da pesca se dá por ignorância desconhecedora por parte de todos os seus executivos, secretários e ativistas. Pelo contrário, em um momento do vídeo, vazou uma evidência forte de que o lobby ruralista estadunidense paga propina para comprar o silêncio dessas ONGs, e elas criminosamente aceitam. E tudo indica que o mesmo acontece no Brasil, acrescido de ameaças de violência e assassinato contra ambientalistas que atuam fortemente contra o império econômico da pecuária e dos latifúndios de grãos que a subsidiam com alimentação animal.

O Cowspiracy, quando nos denuncia isso, demanda que o movimento ambientalista baseado em grandes “ONGs-empresa” passe por uma devassa para que a corrupção e a seletividade ética sejam escancaradas, investigadas e devidamente sanadas. E convida que os ambientalistas independentes ou de coletivos menores e mais honestos se tornem veganos, passem a divulgar o veganismo como a melhor das medidas individuais em prol da sustentabilidade e abracem os Direitos Animais como meio de atuação política ecologista.

Em última análise, o futuro da vida na Terra pode estar dependendo dessa reinvenção e renovação do ambientalismo do século 21. Isso se dá porque foi provado que não podemos mais confiar nas grandes ONGs, que nos sonegam informações preciosas e protegem os piores destruidores do meio ambiente.

imagrs

2 comentário(s). Venha deixar o seu também.

Nathalie

outubro 27 2015 Responder

Assisti ao vídeo domingo e desde então decidi partir pro veganismo. Agradeço a divulgação por este blog, porque senão jamais conheceria o video. Umas das frases finais falada por um ex produtor d gado: Vc pode mudar o mundo. Vc deve mudar o mundo.

    Robson Fernando de Souza

    novembro 19 2015 Responder

    Que massa, Nathalie =D Parabéns por sua adesão ao veganismo! =D

    E fico muito feliz por ter, por esse meio, trazido ao mundo mais uma vegana pra causa =)

    Abs!

Sua opinião é bem vinda, desde que respeitosa. Fique à vontade para comentar abaixo