20

abr16

Ester Ina’ye: Para todas as mulheres no Brasil, cansadas de não serem tratadas como pessoas pelos políticos brasileiros
Dilma Rousseff na juventude. Torturada naquela época, e tratada como ser sub-humano mesmo hoje por um parlamento golpista

Dilma Rousseff na juventude, sendo julgada pela ditadura militar. Torturada naquela época, e tratada como ser sub-humano mesmo hoje por um parlamento golpista

por Ester Ina’ye, no Facebook, com algumas correções

Nos últimos dias, torturadores foram lembrados com honra por políticos brasileiros. Um desses torturadores, que havia torturado várias mulheres, incluindo a presidente Dilma Rousseff quando ela tinha 23 anos, foi mencionado como um grande modelo inspirador brasileiro. Mulheres receberam métodos de tortura especiais durante o tempo da ditadura, o que incluía serem estupradas e assistirem a seus filhos sendo torturados.

Queremos saber o que aconteceu com todas as outras mulheres que desapareceram e nunca foram encontradas novamente. Também queremos lembrar das mulheres que são até hoje torturadas pela Polícia Militar fascista no Brasil. Essa Policia é um fruto do tempo da ditadura e continua a torturar e matar pessoas pobres, especialmente negros, no Brasil. Claudia Ferreira não será esquecida.

Os políticos brincam conosco, mulheres brasileiras, prestando homenagem aos indivíduos que torturaram e estupraram várias mulheres, aclamando Deus e a família nuclear tradicional (todos mecanismos de exploração das mulheres), prestando homenagem à Polícia Militar que mata mulheres negras e seus filhos todos os dias. Eles não se preocupam com o estado psicológico da presidente, uma mulher que foi torturada por 3 anos, e agora assiste a homenagens a seus torturadores vindas de políticos em seu governo.

Ela é uma pessoa. Ela é uma mulher. Ela merece respeito. Várias outras mulheres sobreviveram à tortura no tempo militar e são psicologicamente agredidas por essas homenagens fascistas a torturadores cruéis. Estas homenagens são uma violência contra todas as mulheres brasileiras.

A exploração de mulheres não é nada para os políticos brasileiros. A morte de mulheres não é nada para eles. As mulheres são nada para eles. Um deles já disse que as mulheres devem receber menos porque podem engravidar. Ele já disse que as mulheres negras são promíscuas e não são boas o suficiente para os seus filhos. Ele já disse a uma política do sexo feminino que não iria estuprá-la porque “ela não merece”. Nada acontece com ele, porque nenhum homem no Brasil se preocupa com as mulheres.

Estamos cansadas de não sermos pessoas. Estamos cansadas de não sermos respeitadas, de sermos mortas, torturadas, estupradas, assediadas e ver nossos homicidas, torturadores, estupradores e assediadores sendo festejados e homenageados, enquanto somos a piada. Estamos cansadas de Deus, família, nação, dos políticos e do cenário político brasileiro que não tem nada a nos oferecer em qualquer caso. Sabemos que, em tempos de crises políticas, os primeiros direitos a serem cortados são os direitos das minorias, e estamos realmente com medo de perder a pouca melhoria que alcançamos.

Disseram que a Primavera Feminista no Brasil foi no ano passado. Eu digo, ela ainda nem começou. Não vamos ficar em silêncio.

imagrs

Seja a primeira pessoa a comentar

Sua opinião é bem vinda, desde que respeitosa. Fique à vontade para comentar abaixo