16

dez16

Consciencia.blog.br de férias até 15 de janeiro

Férias!

Depois de alguns dias novamente com produtividade baixa, decidi que é hora de dar férias mais uma vez ao Consciencia.blog.br e ao Veganagente. Vou precisar novamente de uma pausa para retomar os trabalho em breve – voltarei a escrever artigos em 15 de janeiro.

Tenho tido dificuldades notáveis na minha criatividade, por vários motivos:

  • Tenho tido preocupações sérias com minha situação atual de desemprego, e a imensa dificultação, que a crise econômica e o arrocho do serviço público trouxeram, de encontrar um trabalho e de ganhar dinheiro por conta própria;
  • A crise política tem afetado seriamente a audiência dos meus blogs: a maioria das pessoas parecem estar cansadas de ler sobre crise, golpe e as políticas opressoras do governo ilegítimo de Michel Temer, mesmo que sejam textos que não sigam a vibe negativa das redes sociais e, ao invés, se esforcem na renovação das esperanças e na gradual costura de soluções;
  • Acredito que a faceta econômica dessa crise também tem causado prejuízo: as pessoas parecem estar mais preocupadas hoje em dar seu jeito para ganhar um dinheiro extra, abrir novos empreendimentos ou retomar, de uma forma ou de outra, a renda que tinham antes do começo da crise no Brasil. Isso lhes tira o tempo e a disposição de ler posts sobre política;
  • Algumas mudanças serão necessárias nos dois blogs para os tornar mais atraentes. Uma delas será o layout: no caso do Consciencia.blog.br, olhar como observador externo me fez perceber que a aparência visual deste blog é um tanto feia – não sei se você concorda comigo.

Preciso dessa nova pausa para pensar como posso melhorar os blogs, renovar minha criatividade e também encontrar um trabalho que me permita atuar em casa e ter liberdade de manter meus blogs e viajar periodicamente. Esse meio-tempo será uma alterância de descansos e planejamentos de futuro.

Aproveito para pedir a você que traga, sem hesitação e com respeito, seu feedback: o que precisa ser melhorado no Consciencia.blog.br e no Veganagente? No que ambos podem mudar ou melhorar para atrair mais visitas e manter leitores veteranos entusiasmados?

Então nos vemos em janeiro. Desejo a você um Feliz Natal e um 2017 em que o medo e o pessimismo de tanta gente deem lugar à esperança e à luta!

imagrs

2 comentário(s). Venha deixar o seu também.

Feedback

dezembro 17 2016 Responder

– O excesso de termos em negrito em alguns de seus textos recentes torna chata sua leitura.

– Muitas vezes, é visível que você faz observações a fim de “fazer média” com alguns grupos ou movimentos. Por exemplo: pedir desculpa caso tenha passado do seu “local de fala” (é de se admirar que alguém tão racional como você, com um excelente texto sobre falácias, aprove a ideia de considerar um discurso válido ou inválido com base em quem o profere). Outro exemplo: evitar o masculino genérico, tornando as frases longas e cansativas (p.ex.: “seja a primeira pessoa a comentar” — se não me engano, antigamente era “seja o primeiro a comentar”).

– A linguagem dos seus posts tem se deteriorado com o tempo, tendo adicionado coloquialismos inapropriados a seus artigos (ex.: “Me sinto no dever…”), ou até mesmo erros (“afim de”). Algum tempo atrás, seus textos eram impecáveis. Além disso, tenho percebido uma excessiva tentativa de simplificar a linguagem, evitando termos não muito comuns no cotidiano, ou sempre explicando-os, o que também torna a leitura desagradável (por que nivelar por baixo? se os textos estão na internet, qualquer um que o lê pode procurar uma palavra no Google se necessário).

– Sua visão binária de que qualquer pessoa que não siga completamente a cartilha da esquerda ou da direita está sendo incoerente deveria ser repensada. Diversos de seus textos apontam “contradições” em veganos liberais/direitistas, onívoros esquerdistas, ou esquerdistas/direitistas que “ousam” não concordar 100% com seus semelhantes em alguns tópicos.

– Sua mania de empurrar para a direita tudo aquilo de esquerda que não deu certo é bastante semelhante com o que muitos da direita fazem, com o sinal trocado. Quando alguém de esquerda diz que “o PT virou um partido de direita” e caracteriza quase todos os políticos que atualmente têm altos cargos como “de direita”, está apenas convenientemente se esquivando da responsabilidade de apoiar alguma ideia, como se pensasse: nenhum partido no poder se parece com o que eu defendo, são todos de direita, logo qualquer coisa ruim que aconteça não tem a ver com o que eu defendo!. O mesmo se aplica aos direitistas que dizem que todos os partidos no Brasil são de esquerda, “socialistas fabianos”, etc.

    Robson Fernando de Souza

    dezembro 19 2016 Responder

    Obrigado pelo feedback, embora ache que você poderia ter sido mais simpático, cordial e objetivo em suas colocações e que a agressividade, em especial nos dois últimos itens, foi desnecessária.

    Digo isso porque, quando uma crítica é feita de forma agressiva, fico sem saber se é realmente um defeito do blog, objetivamente falando, ou é algo que você pessoalmente, por motivos subjetivos, não gosta – e que talvez, por outro lado, a maioria das pessoas ou goste, ou não tenha nada contra.

Sua opinião é bem vinda, desde que respeitosa. Fique à vontade para comentar abaixo