Artigo
04

dez 2017

Eu sou um aspie

Olá! Eu sou um aspie, pessoa com Síndrome de Asperger

Aviso: Comentários preconceituosos/capacitistas serão apagados sem aviso prévio, e seus autores banidos. Dependendo da severidade do discurso, o comentário poderá ser printado e encaminhado às autoridades.

Tenho a satisfação de anunciar ao mundo que eu sou aspie. Ou seja, tenho a Síndrome de Asperger (SA), que é o trecho mais leve do Espectro Autista. Portanto, sou um autista leve.

Decidi que chegou a hora de mostrar ao mundo quem eu descobri que realmente sou e, subsequentemente, enfrentar todo o preconceito e a discriminação capacitista que vier eventualmente se abater sobre mim.

Nesta saída do armário da neurodiversidade, quero mostrar a você introdutoriamente o que é a SA e que características muitas vezes fazem de alguém um aspie, ou autista leve.

(mais…)

2 Comentários

-

Leia mais aqui
27

nov 2017

Direitos Humanos mãos unidas

Os Direitos Humanos (DH) costumam dividir opiniões nas rodas de conversa e nas redes sociais.

De um lado, muitos acreditam piamente que eles “defendem bandidos” e que deveriam ser revogados em nome da segurança. Do outro, contra-argumenta-se que não é assim, que DH não se tratam disso, que precisam ser debatidos de maneira muito mais séria.

Mas afinal, para quem os DH foram feitos? Convido você, com a ajuda da Declaração Universal dos Direitos Humanos (DUDH), a compreendê-los melhor. Você descobrirá detalhes impressionantes sobre como esses sagrados direitos têm a ver com você, sua vida, suas liberdades e também sua dignidade humana.

(mais…)

2 Comentários

-

Leia mais aqui
01

nov 2017

Construa seu mundo melhor

Imagem: melhorcomdeus.com.br

Obs.: Este artigo não dirige indiretas a nenhuma página social dedicada a retrucar a direita, mas sim a indivíduos que têm tido a atitude descrita a seguir.

Muito se diz que estamos em tempos sombrios, que o pessimismo reina, que o povo está sem forças para reagir aos demandos do governo Temer e de sua base aliada.

Nesse contexto, a maioria das pessoas está desanimada e apática com tudo que tem acontecido. Já não consegue mais manifestar de maneira ativa e politizada sua indignação.

Ao mesmo tempo, a intolerância reina soberana nos dois lados do espectro político. De um lado, a direita abusa dos discursos de ódio e das incitações a crimes violentos e cria um culto a políticos que sonham em se tornar ditadores. E do outro, a esquerda xinga e critica destrutivamente os “coxinhas” “massas de manobra” e os “pobres de direita”, sem o mínimo de interesse aparente de dialogar, conscientizá-los e conquistar-lhes o apoio para um eventual projeto progressista, democrático e cidadão de sociedade.

E aí muitos perguntam: o que fazer? Como reagir, ainda que individualmente, a esses tempos de derrotismo cívico e hostilidades mútuas e tomar uma atitude que se distinga da violenta desordem que se instaurou?

Tenho a satisfação de lhe dizer que existem sim pelo menos dez maneiras de fazer a sua parte para ajudar a recarregar as energias das outras pessoas e diminuir o incêndio político e ético-moral que o Brasil está sofrendo. E o melhor: várias delas podem produzir um efeito cascata virtuoso e influenciar outras pessoas a adotarem os mesmos comportamentos.

Conheça-as (ou relembre-as), e veja as luzes da esperança ressurgirem no horizonte. (mais…)

2 Comentários

-

Leia mais aqui
10

maio 2017

Acelera, São Paulo, até bater

“Acelera, São Paulo”: um projeto urbano sombrio

“Acelera, São Paulo!” – dizia João Doria Junior em sua campanha para prefeito de São Paulo, em 2016.

Muitos apoiaram entusiasmados a ideia de que São Paulo “precisa de desenvolvimento acelerado”, que “precisa crescer mais”, que isso viria “melhorar” a vida dos paulistanos.

Esse apoio desconhecia – e ainda hoje desconhece – aspectos bem sinistros desse projeto de cidade “acelerada”.

Convido você a conhecer esse lado sombrio do #AceleraSP, e descobrir a necessidade de se criar um projeto urbano opositor: o #DesaceleraSP – o qual também quero muito que você vislumbre neste artigo. (mais…)

4 Comentários

-

Leia mais aqui
04

maio 2017

Manipulação e senso comum

Seguir e repetir opiniões de senso comum: saiba como isso pode ter consequências inesperadas

Você costuma emitir opiniões sobre política, sociedade e educação moral baseadas em senso comum?

Se sim, convido você a conhecer melhor o outro lado de cada uma delas. Um lado que possui implicações e potenciais consequências que vão surpreender você.

Neste artigo, selecionei vinte argumentos e reivindicações que comumente são declarados em lugares como reuniões de família e grupos de WhatsApp.

Conheça o que cada um deles, no fundo, significaria para o seu futuro, o de quem você ama e do Brasil como um todo. Acredito que você irá refletir bastante sobre eles e pensar duas vezes antes de proferir tais colocações novamente, caso atualmente as veja como “verdades sólidas”. (mais…)

6 Comentários

-

Leia mais aqui
26

abr 2017

Documentário There's No Tomorrow

Você já assistiu ao documentário Não há amanhã (There’s No Tomorrow, 2012)?

Ele divulga uma mensagem bastante apocalíptica e, de certo modo, desesperançosa, sobre o futuro da humanidade.

Mas será que esse material realmente tem uma análise acurada do que está por vir? Ou ele tem falhas que acabam invalidando, ainda que em parte, a falta de fé no futuro transmitida?

Dou uma dica: você pode se tranquilizar, porque provavelmente haverá sim um amanhã. Saiba neste artigo por quê. (mais…)

Nenhum comentário

-

Leia mais aqui
20

abr 2017

Ilusão da democracia representativa

Ilusão da democracia representativa

A Operação Lava Jato está fazendo uma devassa na política brasileira como nunca se viu.

Políticos da grande maioria dos partidos, incluindo grandes figurões do PT ao PSDB, estão sendo investigados e delatados.

Com a Lista de Fachin e as delações dos executivos e ex-executivos da Odebrecht então, suspeita-se de gente até mesmo do PSOL, que era um dos únicos partidos não envolvidos no escândalo.

As sucessivas denúncias e delações estão mostrando que o sistema político brasileiro, uma suposta democracia baseada em representação, partidos e eleições, é um fracasso.

Mas pensemos: Que alternativa temos? E como estamos nos empenhando em construir uma? (mais…)

3 Comentários

-

Leia mais aqui
05

abr 2017

"Não vote, lute", um gol contra político

“Não vote, lute.”

Essa frase vem à tona a cada eleição no Brasil, de dois em dois anos, pintada em muros por grupos marxistas estudantis.

Segundo ela deixa a entender, votar não vai mudar nada no país, vai apenas manter a tradição política pouco democrática e cheia de vícios que temos.

Portanto, a melhor opção seria lutar por uma revolução armada, e conquistar e conceder para o povo o comando político de si mesmo e os meios de produção.

Mas será que esse pensamento faz sentido e tem efeitos positivos no contexto atual em que estamos vivendo, de ascensão da direita e declínio da esquerda partidária?

Ou ela está tendo consequências nada favoráveis às esquerdas como um todo? (mais…)

7 Comentários

-

Leia mais aqui
27

mar 2017

Donald Trump e o nacionalismo

Trump em discurso que promove um nacionalismo cheio de ódios e extremamente excludente. Foto: Christopher Gregory/Getty Images

O que o slogan Make America Great Again (“Faça a América Grande de Novo”) de Donald Trump e o antigo projeto “Brasil Potência” (ou “Brasil Grande”) têm em comum?

Ambos são projetos políticos de teor nacionalista de direita, que visam o “engrandecimento da pátria” e a construção ou restauração da glória nacional perante o mundo e os habitantes do país.

Mas será mesmo que esse tipo de política, que chamo aqui de “pátria grande”, realmente resulta num país, digamos, melhor de se viver e que realmente dá orgulho aos seus cidadãos? Ou a consequência é bem diferente disso? (mais…)

3 Comentários

-

Leia mais aqui
11

mar 2017

Henry Adams sobre a natureza humana

Artelogy

Você acredita que a natureza humana faz os seres humanos serem corruptos, violentos e egoístas?

Crê que as ideologias utopistas nutrem sonhos impossíveis? Acredita que elas não levam em conta que as pessoas têm e sempre terão o ímpeto da corrupção e do egoísmo na sua constituição biológica ou espiritual?

Então eu aconselho que tenha cuidado com esse tipo de crença. Ela traz um segredo bem constrangedor, que tem bem mais a ver com você e sua imagem de si mesmo(a) do que tem percebido. E que, no final das contas, pode não corresponder à realidade como um todo.

Porém, há uma boa notícia aguardando você no outro lado desse segredo. (mais…)

6 Comentários

-

Leia mais aqui