Arquivo Direitos Animais/Veganismo

    Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /home/andreortega/public_html/wp-content/themes/momentum/archive.php on line 51
14

maio 2011

Lembram-se daquela reportagem totalmente pró-exploração animal que o Fantástico/Globo trouxe umas semanas atrás sobre a elefanta Tai, que foi obrigada a participar do filme Água para Elefantes?

Pois bem, não tardaria para vermos que toda aquela “inteligência” da elefanta tem um lado escuro muito perverso. A ficha cairia, inexoravelmente. Confiram a denúncia reproduzida no Vista-se por Cesar Corregiari.

Vídeo mostra elefantes do filme “Água para Elefantes” sendo espancados durante treinamento
por Cesar Corregiari

Recebi esta notícia através do grupo Veganismo e agradeço ao Rodrigo Martins e a Lilian Garrafa por divulgarem.Vídeo lançado recentemente pela Animal Defenders International mostra a elefanta que aparece lado a lado de Reese Witherspoon e Robert Pattinson no novo filme ‘Água para Elefantes’, sendo espancada e eletrocutada durante os treinos. (mais…)

Nenhum Comentário

-

Leia mais aqui

    Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /home/andreortega/public_html/wp-content/themes/momentum/archive.php on line 51
29

abr 2011

Como eu não simpatizo nem um pouco com a Globo, não costumo acompanhar suas notícias. Esta caiu de paraquedas, graças à comentarista Bruna, que me trouxe essa pérola da emissora, glamourizando, no Fantástico de domingo passado, toda a exploração imposta sobre a elefanta Tai, que foi obrigada a participar do boicotável filme Água para Elefantes.

Veja o vídeo em que o Fantástico enche a bola de quem explora animais para circos, produções cinematográficas e eventos diversos: (mais…)

5 Comentários

-

Leia mais aqui

    Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /home/andreortega/public_html/wp-content/themes/momentum/archive.php on line 51
29

abr 2011

O filme Água para Elefantes, centrado na história de um circo na década de 30, explorou animais de verdade em suas gravações, segundo denúncia da ONG estadunidense In Defense of Animals. Já avisava Lobo Pasolini, do Lobo Repórter, um mês atrás:

ONG americana convoca boicote a filme estrelado por Reese Witherspoon
O filme, centrado na história de um circo, explorou animais de verdade durante a produção.

A ONG IDA (In Defense of Animals), baseada em São Francisco na Califórnia, estará organizando piquetes do lado de fora de cinemas onde Água Para Elefantes será exibido a partir de 22 de abril. O filme ainda não tem data prevista para o Brasil, mas provavelmente será lançado por aqui também devido à presença de Witherspoon e Robert Pattinson, a sensação teen do momento.

Água Para Elefantes é baseado em um romance homônimo e é ambientado durante o período da Depressão. A estória mostra as brutalidades que sofriam humanos e não humanos. “Como um romance histórico, muita gente vai pensar como as coisas eram tristes e como elas devem ser melhores para os animais hoje. Mas a verdade é que os elefantes e outros animais em circos são forçados a levar vidas não naturais e solitárias, sujeitos a treinamentos violentos e acorrentamentos para apresentarem truques para o público”, diz a IDA na sua página de campanha.

A indústria dos circos se beneficiará do glamour cinematográfico que o lançamento deste filme inevitavelmente irá trazer. Para tal, como parte do marketing foi colocada em ação uma iniciativa para levantar fundos para o a International Elephant Foundation, que na verdade é operada pelas indústrias dos circos e zoológicos.

Água para Elefantes estreia hoje, tendo explorado animais de verdade, mostrando-os acorrentados e presos nas dependências do circo,  glamourizando, intencional ou colateralmente, os circos com animais, já proibidos em Pernambuco e diversos outros estados. Portanto, a ordem do dia é boicotar filmes como esse, que favorecem a exploração animal e mesmo a crueldade explícita dos circos que usam animais.

Divulgue a seus amig@s e contatos do Twitter, Facebook, Orkut etc.: boicotem Água para Elefantes.

2 Comentários

-

Leia mais aqui