Arquivo Direitos Animais/Veganismo
24

jun 2012

O site Portal Educação requentou uma reportagem que promete enfurecer os defensores dos animais. Publicada no último dia 15 de junho, extraída de matéria já antiga do blog Hype Science datada de 9 de março de 2010 – que por sua vez foi um resumo de reportagem do The New York Times de 2 de fevereiro daquele ano -, a matéria recomenda que tutores de cães que latem “demais” mutilem as cordas vocais dos animais para fazê-los parar de “incomodar a vizinhança”.

O título da reportagem, tal como postada no Portal Educação, é óbvio na sugestividade: “Seu cachorro late demais? Mande cortar suas cordas vocais”. A matéria começa tratando como verdadeiros encostos os cães que costumam latir muito “quando você chega em casa, quando você sai de casa, quando o jogo de futebol está passando e quando alguém respira no apartamento ao lado”, “incomodando todo mundo”.

E para o “problema” do cão que está exercendo seus instintos, é apresentada a “solução”, inclusive sugerindo que o tutor minta sobre a mutilação: “Ele está incomodando todo mundo e você quer acabar com o latido do cachorro? Então mande um veterinário cortar as cordas vocais do bicho. E, quando perguntarem porque seu cachorro é “rouco”, você pode dizer que ele está com dor de garganta, para não pegar mal.” Leia mais »

1 Comentário

-

Leia mais aqui
29

mar 2012

Achei agora há pouco no Facebook essa formidável imagem da União Libertária Animal (ULA), que faz coro a mim no tema da opressão de animais não humanos via linguagem. Assim como eu defendi alguns anos atrás, a ULA observa a violência simbólica existente no tratamento linguístico de animais domésticos como se fossem coisas que estão sob “posse” de um “dono” ou “proprietário”.

Nenhum Comentário

-

Leia mais aqui
04

nov 2011

A frase acima teria sido ouvida por testemunhas de um crime de tentativa de assassinato de um cachorro por parte do seu próprio senhor*. Na ocasião, o animal havia sido arrastado por vários quarteirões pela picape do seu “dono” criminoso nas ruas de Piracicaba/SP, e o algoz ainda teria dito, ao fugir do local e abandonar o cão, que este era “dele” e ele tinha o “direito” de fazer “o que quisesse” com o animal, mesmo torturá-lo.

Leia mais »

5 Comentários

-

Leia mais aqui
02

nov 2011

No último domingo, uma reportagem-guia da Veja Rio mostrou diversos animais que podem ser “adquiridos” e cuidados como animais domésticos. Acabou servindo como propaganda para o comércio de novos animais domésticos, no qual animais são tratados como meros brinquedos, máquinas compráveis que têm um custo mensal de manutenção.

Alguns dos bichos listados têm habitat originalmente selvagem (não obrigatoriamente tendo sido sequestrados na mata) e/ou dependem de gaiola para serem domesticados. Leia mais »

3 Comentários

-

Leia mais aqui
27

abr 2011

Reportagem da Folha.com na semana santa divulgou o link de uma empresa que lucra vendendo minicoelhos, tratando animais como objetos e mercadorias.

O site em questão é o Quero Meu Coelho, e a empresa que o possui viola qualquer preceito ético concernente aos animais não-humanos. A página principal descreve os minicoelhos como uma empresa comercial descreve os pontos positivos de seus produtos: Leia mais »

4 Comentários

-

Leia mais aqui