Antimilitarismo
30

maio 2014

Cenas do século 16 se repetem no 21: opressores a cavalo enfrentam indígenas

Cenas do século 16 se repetem no 21: opressores a cavalo enfrentam indígenas

Karl Marx dizia que “a história se repete: na primeira vez como tragédia, na segunda como farsa”. E nisso foi muito emblemática a batalha entre indígenas e policiais em Brasília no último dia 27. Foi literalmente o cumprimento da frase de Marx, no qual as tragédias das guerras entre europeus montados em cavalos e nativos a pé de outros continentes se repetiram na farsa do Brasil “democrático”, “constitucional” e “amparado pelos Direitos Humanos”. Novamente uma força militar destruidora vinha na intenção de se impor na base da força sobre povos invadidos, colonizados, dominados, para assegurar os interesses da classe mais poderosa da cultura dos agressores. (mais…)

Nenhum Comentário

-

Leia mais aqui

    Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /home/andreortega/public_html/wp-content/themes/momentum/archive.php on line 51
29

mar 2013

Protestos como os atuais no máximo só poderão cortar folhas doentes, deixando a raiz da doença política brasileira intacta.

Protestos como os atuais no máximo só poderão cortar folhas doentes, deixando a raiz da doença política brasileira intacta.

Brasília se degenera a um ritmo mais assustador do que em outras épocas. Enquanto a população protesta contra Marco Feliciano, Renan Calheiros e outros personagens bizarros da política brasileira, o regressismo (forma fortalecida do conservadorismo, que não simplesmente conserva o que não presta, mas também revoga avanços nos direitos humanos e socioambientais) corporativo, empreiteiro, latifundiário e teocrático vem completando sua dominação sobre os poderes Executivo e Legislativo federais e de diversos estados e cidades. Os protestos empreendidos hoje em dia podem até derrubar os nomes mais podres, mas infelizmente não conseguirão fazer nada além disso, nada que vá cortar a raiz do mal que ronda a capital federal e impedir de verdade a escalada da direita retrógrada.

Nesses dias cada vez mais nebulosos, donos de grandes terras, teocratas evangélicos e empresários poderosos se aliam com o Governo Federal e impõem seus interesses privados goela abaixo da sociedade. Hidrelétricas destruidoras avançam com o apoio repressor da polícia militar e das forças armadas, destruindo rios, florestas e culturas indígenas e ribeirinhas. . Corruptos condenados e internacionalmente procurados brindam no alto escalão do poder. Leis antiambientais e antilaicas passam a despeito dos protestos populares e fazem o Brasil correr cada vez mais o risco de virar uma teocracia pentecostal e ruralista… (mais…)

4 Comentários

-

Leia mais aqui