Arquivo Direitos Animais/Veganismo

    Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /home/andreortega/public_html/wp-content/themes/momentum/archive.php on line 51
15

ago 2012

Muitas pessoas consideram normal que se comercialize animais domésticos, desde cães e gatos até aqueles animais que não deveriam estar em nenhuma casa, como os aprisionados em gaiolas e aquários. Justificam isso com afirmações como “Eu comprei meu cachorro mas eu o trato como um filho!” ou “Não, eu não o trato como uma mercadoria, embora eu o tenha comprado num pet-shop”.

Estranha-se quando o abolicionismo afirma que comprar e vender animais é um atentado à ética, aos Direitos Animais, e por isso deveria ser proibido por lei. Por isso, é necessário fazer uma síntese do porquê de ser antiético comercializar animais não humanos.

Há dois tipos de razões para essa consideração contrária ao comércio de seres sencientes: a questão ético-filosófica e a questão prática, consequencial.

A Ética é enfática: comprar e vender cães, gatos, pássaros, roedores etc. é tão errado quanto fazer o mesmo com seres humanos. Esse comércio acontece única e exclusivamente porque aos animais não humanos são designadas “utilidades”, “funções” que dizem respeito a interesses unicamente humanos, nunca aos interesses e necessidades dos animais objetos da prática. (mais…)

3 Comentários

-

Leia mais aqui

    Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /home/andreortega/public_html/wp-content/themes/momentum/archive.php on line 51
27

maio 2012

Revista Caras de 24/05/12, a edição que difama a relação entre crianças e animais domésticos

Na edição de 24/05, a mais recente, a revista Caras mostrou como não se falar de guarda de animais domésticos. Misturando um notável sensacionalismo mesclado com terrorismo psicológico e desinformação patente, a matéria, intitulada “Crianças que convivem com animais podem desenvolver doenças graves”, relaborada pela colunista e pediatra Filumena Gomes, deixa a entender que animais domésticos seriam um perigo constante e máximo para crianças.

A reportagem cita diversas doenças transmitidas por animais, como micoses, toxoplasmose e salmonelose, mas omite que tais problemas são evitáveis e/ou tratáveis e, em certos casos, como na toxoplasmose, só podem ser contraídos por humanos se a pessoa, por exemplo, comer as fezes do gato. Omite também como tais doenças são transferidas – se por contato cutâneo com a saliva, por toque na urina ou nas fezes, por mero contato com a pele, por ingestão de fezes… E até subestima a capacidade dos pais de mesmo evitar que seus filhos comam cocô de cachorro ou de gato ou lamba a saliva dos mesmos. (mais…)

2 Comentários

-

Leia mais aqui

    Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /home/andreortega/public_html/wp-content/themes/momentum/archive.php on line 51
04

maio 2012

Ao contrário das imagens recentes, eu não considero a imagem abaixo uma figura lamentável. Mas ela merece uma certa crítica, por carregar um sutil mas existente especismo simbólico, embora a intenção de sua criação tivesse sido ótima:

A figura vem carregada de religiosidade e, aparentemente (não posso confirmar agora), da concepção espírita de evolução espiritual, em que outros seres ajudam o indivíduo a evoluir cada vez mais e alguns parecem ter sido enviados “apenas” para esse fim. Além de trazer uma linguagem poética, difícil de se ler ao pé da letra. (mais…)

3 Comentários

-

Leia mais aqui

    Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /home/andreortega/public_html/wp-content/themes/momentum/archive.php on line 51
05

abr 2012

Aceito o desafio, vindo de mim mesmo, de continuar um debate que começou carente de respeitabilidade, dada a virulência mortificista do texto que começou toda a polêmica sobre a “necessidade” de exterminar os gatos de rua. O autor daquele artigo, denominado “Morte aos gatos!”, replicou, de forma tentativamente mais respeitosa do que em sua primeira obra, às objeções sobre o controle de zoonoses baseado no ato de matar animais domésticos de rua, observando cada aspecto envolvido na questão. E, como representante do lado que defende a paz entre gatos e seres humanos, treplico-o, novamente percebendo falhas argumentativas que comprometem a lógica da ideia defendida por ele.

Assim como o outro lado, comento cada aspecto do ideário ali defendido. (mais…)

14 Comentários

-

Leia mais aqui