Arquivo Carnismo e Alfacismo

    Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /home/andreortega/public_html/wp-content/themes/momentum/archive.php on line 51
01

nov 2012

O veganismo costuma ser retratado pela mídia como uma “seita esotérica” cujo princípio de combate à escravidão animal nada mais fosse do que um valor religioso desprovido de fundamentação factual e objetiva.

O veganismo vem sendo cada vez mais divulgado pelos meios de comunicação jornalística tradicionais – revistas, jornais, telejornais e noticiários de portais online. Muitos comemoram essa divulgação, que tira da obscuridade e da estigmatização preconceituosa aquele modo de vida encarregado de (ajudar a) promover a justiça para os animais não humanos. Mas até onde podemos comemorar essa propagação midiática do modo vegano de viver e ser ético?

A atenção dos holofotes ao veganismo e aos veganos é algo positivo, por revelar aos onívoros quem somos nós e uma (pequena) parte do que pensamos. Mas isso, por outro lado, não só vem tendo efeitos muito limitados sobre aquilo que realmente deveria ser focado – a necessidade da libertação animal – como tem mostrado a questão vegano-abolicionista de uma forma distorcida que ofusca a visão dos onívoros sobre ela. Isso por causa de um vício universal à mídia: mostrar o veganismo como um fim em si mesmo meramente subjetivo, e não como o meio essencial – ou, melhor dizendo, um dos meios essenciais – para um fim evidentemente objetivo. (mais…)

1 Comentário

-

Leia mais aqui