Direitos Humanos

    Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /home/andreortega/public_html/wp-content/themes/momentum/archive.php on line 51
26

ago 2012

O vídeo abaixo compara a declaração de Celso Russomanno sobre as pessoas “só serem boas por terem religião” com o discurso de ódio de José Luiz Datena, proferido em julho de 2010, em que ele afirmava que quem não tinha “Deus no coração” era propenso a cometer crimes hediondos.

1 Comentário

-

Leia mais aqui

    Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /home/andreortega/public_html/wp-content/themes/momentum/archive.php on line 51
22

ago 2012

Era de se esperar que aparecesse algum candidato “de peso” a prefeito de grande cidade brasileira difamando e negando a retidão ética de quem não tem religião e fazendo promessas que afrontam o Estado Laico e a isonomia dos cidadãos brasileiros. Celso Russomanno, do PRB, partido inaugurado pela Igreja Universal do Reino de Deus, fez uma declaração que deve estar deixando os ateus (agnósticos incluídos), deístas e teístas sem religião, em especial aqueles que moram em São Paulo capital, irritados.

Assim diz o Terra Notícias:

O candidato à prefeitura de São Paulo do PRB, Celso Russomanno, participou da sabatina do jornal Folha de S. Paulo na manhã desta quarta-feira e afirmou que a religião é uma saída para diminuir a violência em São Paulo. “Quero o apoio de todas as igrejas, elas são importantes para a sociedade. As pessoas que não matam e não roubam é porque têm uma linha religiosa. A religião ajuda, vou preservar todas as igrejas e gostaria que em cada esquina tivesse uma igreja. É uma linha de conduta para a sociedade”, afirmou.

Nessa lógica, se pessoas não matam nem roubam porque têm uma religião, os ateus e outras pessoas descrentes são um grave perigo para a sociedade, por não terem uma religião que encoleire sua conduta. Celso Russomanno faz assim o mesmo que o também atual candidato a prefeito paulistano José Serra havia feito na campanha presidencial de 2010: investe nas mentiras de que a religião é necessária para se existir ética e, por tabela, os ateus são grandes candidatos a criminosos inimigos públicos de alta periculosidade. (mais…)

5 Comentários

-

Leia mais aqui