Artigo
14

dez 2015

ecoativismo

Nestes tempos de crimes ambientais disseminados, muitas pessoas acreditam que “não podem fazer nada” diante dos desastres que ocorrem, e deixam tudo na mão das ONGs. Esperam passivamente que Greenpeace, WWF, SOS Mata Atlântica, organizações locais etc. salvem o planeta sem precisar da colaboração ativa do restante da sociedade. Essa atitude é muito equivocada e pode ser revertida, bastando um pouco de consciência e conhecimento. (mais…)

Nenhum Comentário

-

Leia mais aqui
19

maio 2014

Provavelmente páginas como a TV Revolta já publicaram esta imagem. Mas perceba como a frase se aplica a elas próprias.

Provavelmente páginas como a TV Revolta já publicaram esta imagem. Mas perceba como a frase se aplica a elas próprias.

Este artigo é para você que tem acreditado que páginas como TV Revolta, AnonymousBrasil, Revoltados Online e MCC – Movimento Contra Corrupção são “revolucionárias” e pretendem mudar o Brasil e “tirá-lo da lama”. E que crê que essas páginas representam o avanço da politização e da cidadania engajada no país. Sinto em dizer, mas essas crenças são um engano. E tais páginas não são um indicativo de evolução política da sociedade brasileira, muito pelo contrário. Politização e usufruto de prerrogativas democráticas são outra coisa, outro caminho bem distinto – e elas querem impedir, e não possibilitar, que isso se consolide. (mais…)

6 Comentários

-

Leia mais aqui
16

maio 2014

Reacionários formadores de opinião estão tentando cooptar os corações indignados de milhões de brasileiros e canalizar seus anseios de modo que atendam a interesses políticos nada transformadores.

Reacionários formadores de opinião estão tentando cooptar os corações indignados de milhões de brasileiros e canalizar seus anseios de modo que atendam a interesses políticos nada transformadores.

A assustadoramente meteórica ascensão da página TV Revolta no Facebook nessa semana nos deu uma ideia do estado atual da consciência política de grande parte dos brasileiros que se dizem inconformados com os desmandos políticos e maus serviços públicos no Brasil. E esse estado, ao contrário do que os mais românticos pensavam na segunda metade de junho de 2013, não é animador. Isso porque está claro que essa multidão ainda não dominou a arte de discutir maduramente política e participação democrática popular. (mais…)

5 Comentários

-

Leia mais aqui