Criminalidade
10

jul 2014

charge-misogina

Atualizado em 11/07/14 às 05:38, adicionando imagem do flagrante com as legendas

Atualização (11/07/14, 05:43): O G1 removeu a imagem criminosa da página mencionada abaixo. Mas não se retratou em momento nenhum.

Num grave atentado à ética jornalística, o portal de notícias G1, das Organizações Globo, na noite do último dia 8, divulgou uma charge misógina (a quarta imagem de cima para baixo), que mostra uma cena de violência doméstica contra a mulher, como sendo uma “piada” referente à recente vitória da Alemanha sobre o Brasil na Copa do Mundo. A imagem, originalmente publicada no Facebook por um machista identificado como Rodrigo Muñozaltea, teve adicionada pelo portal como legenda “Imagem que circula na web mostra Brasil tomando uma surra (sic) da Alemanha”, e é descrita, logo abaixo, como uma “situação de crise familiar”. (mais…)

3 Comentários

-

Leia mais aqui
09

jul 2014

A derrota da seleção brasileira foi a derrota de nacionalistas e de gente que, infiel a seus princípios políticos, apoiou uma copa marcada por violações dos Direitos Humanos e um doentio nacionalismo capitalista

A derrota da seleção brasileira foi a derrota de nacionalistas e de gente que, infiel a seus princípios políticos, apoiou uma copa marcada por violações dos Direitos Humanos, abusos políticos e um doentio nacionalismo capitalista

Obs.: Mesmo sendo fiel ao #NãoVaiTerCopa, considero praticamente impossível não trazer uma posição política, quando não se é apolítico, sobre a repercussão da derrota da seleção brasileira no jogo de ontem.

Como todo mundo já sabe, a seleção do Brasil foi goleada com um 7 a 1 pela da Alemanha na tão chamada “Copa das Copas” – que eu prefiro chamar de Copa das Tropas. Eu pessoalmente sinto muito pelos brasileiros que não são ufanistas temporários ou definitivos, mas simples torcedores que não estavam por dentro das críticas políticas à Copa e queriam ver a seleção brasileira ganhar um hexacampeonato em seu próprio país e se redimir do “Maracanazo” de 1950. Mas digo que, nessa sonora derrota, todos aqueles indivíduos que foram oprimidos em nome da realização da Copa foram simbolicamente justiçados. E enfatizo que se pense não duas, mas vinte vezes antes de dizer que o dia de ontem foi “o pior da história brasileira”. (mais…)

2 Comentários

-

Leia mais aqui
06

jul 2014

megaeventos-violacoes-dh

Desde 12 de junho, dia da abertura da Copa do Mundo, muita gente – incluindo muitos militantes de esquerda – abandonou a solidariedade aos movimentos e cidadãos independentes envolvidos com o #NãoVaiTerCopa. Mas em momento nenhum as razões para ser contra esse evento diminuíram ou deixaram de existir. Pelo contrário, os abusos continua(ra)m, e muitos permanecem, com mais motivos ainda do que antes de 12 de junho, na resistência de esquerda anticopa. Para mostrar um pouco do porquê de eu e milhares de outras pessoas termos permanecido boicotando os jogos da Copa, divulgo o relatório Megaeventos e Violações de Direitos Humanos no Brasil – se preferir, leia o sumário executivo, que também tem informações abundantes. (mais…)

1 Comentário

-

Leia mais aqui
04

jul 2014

boicote-copa

Desde que a Copa do Mundo começou, muita gente de esquerda que até então estava do lado do #NãoVaiTerCopa rendeu-se ao leviatã do futebol. Os envolvidos com o torneio não pararam de vitimar e prender pessoas. Mas ainda assim, inúmeros esquerdistas continuam aguardando entusiasmados cada jogo, em especial do Brasil, sentando-se junto com os verdeamarelistas de direita nas cadeiras dos bares e torcendo pela esperada redenção do Maracanazo de 1950. Com isso, o sentimento dos que resistem a clamar contra a Copa é um misto de decepção com resistência fiel. (mais…)

4 Comentários

-

Leia mais aqui
14

jun 2014

xingamento-de-dilma

Desde o último dia 12, tem dado muito o que falar a baixaria da reação de muitos dos torcedores brasileiros contra a presença de Dilma Rousseff no Itaquerão na cerimônia de abertura da Copa do Mundo – ela foi vaiada e xingada com a frase “Ei, Dilma, vai tomar no cu!”. De governistas de centro até antigovernistas de esquerda solidarizaram-se com ela, declarando que o insulto foi inaceitável. Eu também não achei de bom grado essa manifestação, e vou explicar adiante por quê. Mas desde já aviso que não compartilho integralmente a opinião predominante na (centro)esquerda mencionada, nem presto solidariedade a Dilma. (mais…)

3 Comentários

-

Leia mais aqui