Consciencia.VLOG.br

    Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /home/andreortega/public_html/wp-content/themes/momentum/archive.php on line 51
02

ago 2012

Em 2010, no primeiro turno da campanha eleitoral presidencial, houve um debate na TV Canção Nova, e esse debate começou com as perguntas “O presidente da república precisa acreditar em Deus?” e “Acreditar em Deus tem algo a ver com o modo de governar o país?”.
Resolvi então “brincar” de candidato e dizer o que eu responderia no lugar de José Serra, ignorando o limite de tempo. Nisso, surgiu o vídeo abaixo, do Consciencia.VLOG.br.

Nenhum Comentário

-

Leia mais aqui

    Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /home/andreortega/public_html/wp-content/themes/momentum/archive.php on line 51
23

maio 2012

Outro artigo difama a “falta de Deus no coração” – e, por tabela, mesmo talvez sem intenção, os ateus e o ateísmo. Trata-se do artigo Inspirado em negócios éticos, de autoria de Ines Martins. A autora parece ter se inspirado em José Luiz Datena ao falar mal de pessoas “sem Deus no coração”.

O “datenismo” aparece nesse trecho:

A falta de conduta ética já afundou muitas empresas gigantes no mundo. ”… No Brasil, o cidadão está à espera que a conduta ética seja levada aos poderes constituídos, como uma lei a ser rigorosamente cumprida já que todos eles se encontram contaminados por um numero considerável de pessoas sem ética, sem Deus no coração, vaidosos e sem um mínimo de vergonha por enriquecer a si, a sua família e amigos mais chegados por conta da miséria, da falta de saúde, de educação e de segurança dos milhões de cidadãos (?) escravos desse sistema injusto, que não pune, que aceita as mentiras para subornar os eleitores e que encontra na própria lei as justificativas para mostrar que na realidade tudo é legal embora imoral.

Não sei se a autora quis se referir a ateus – me parece que não -, mas está claro hoje em dia que não dá mais para falar de “falta de Deus no coração” sem ofender os ateus, que por excelência não possuem divindade nenhuma no “coração” e nem precisam disso para serem pessoas éticas, retas e bondosas. E, querendo ela ou não atacar os ateus, fica evidente no artigo que ela associa retidão ético-moral à religião, à crença em uma divindade pessoal, o que excluiria os ateus da possibilidade de serem pessoas de bem de acordo com a visão dela. (mais…)

2 Comentários

-

Leia mais aqui