Arquivo Direitos Animais/Veganismo

    Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /home/andreortega/public_html/wp-content/themes/momentum/archive.php on line 51
29

maio 2013

Luiz Antonio, mais uma criança brilhante que defende os animais desde pequenino.

Luiz Antonio, mais uma criança brilhante que defende os animais desde pequenino.

Enquanto escritores de novelas vomitam pérolas de ignorância na internet, crianças brilham dando ensinamentos inesquecíveis aos adultos sobre uma compaixão que, em algum momento de suas vidas, eles perderam. Oito meses depois de ter feito sucesso um vídeo de uma menininha que pedia, às lágrimas, para a mãe parar de comer animais, o pequeno Luiz Antonio diz por que não quer comer nhoque de polvo.

O menino deixa claro não gosta que matem animais para consumo, ao perguntar várias vezes por que os animais vítimas da pecuária e da pesca morrem e recusar comer o nhoque de polvo. Em certo momento, emocionando sua mãe, ele diz: “Não gosto que eles morrem (sic). Eu gosto que eles ficam (sic) em pé. (…) Os animais, tem que cuidar deles, não comer.” (mais…)

4 Comentários

-

Leia mais aqui

    Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /home/andreortega/public_html/wp-content/themes/momentum/archive.php on line 51
06

set 2012

O vídeo abaixo merece correr a internet brasileira inteira. É uma menininha, que deve ter uns cinco ou seis anos de idade, chorando porque a mãe come carne e pedindo imploradamente para ela parar de comer animais.

Como Tom Regan falou no livro Jaulas Vazias, esse é o tipo de ser humano defensor vinciano dos animais, que sabe desde tenra idade, praticamente de nascença, que os animais não humanos são nossos irmãos de consciência e não devem ser mortos por nenhum motivo (exceto quando a vida humana está ameaçada e não há alternativa fora matá-los, como nos casos de ataques de animais ferozes ou de matar baratas ou ratos).

Crianças como ela devem ser incentivadas ao veganismo e, quando crescerem, à militância coletiva e politizada pela libertação animal. Da mesma forma, devem ser protegidas de qualquer estímulo carnista que as faça esquecer essa compaixão e passar a comer alimentos de origem animal. São prodígios que podem, algum dia, revolucionar a relação do ser humano com os animais não humanos.

6 Comentários

-

Leia mais aqui