Arquivo Direitos Animais/Veganismo

    Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /home/andreortega/public_html/wp-content/themes/momentum/archive.php on line 51
05

maio 2012

A Prefeitura de Riberão Preto/SP anunciou, no final de abril, que o edital de licitação para construção de um “recinto” onde será mantida em confinamento a elefanta Mayson, resgatada de um circo e mantida em um abrigo provisório no zoológico da cidade desde outubro do ano passado.

O confinamento, que não é um destino mais feliz à elefanta do que o circo de onde foi resgatada, terá 1.500 metros quadrados, muros de concreto armado e um fosso de segurança para mantê-la aprisionada, além de um lago para banho.

Afirma-se que a elefanta vai “participar” de um projeto de educação ambiental desenvolvido no zoológico. É de se perguntar, porém, que educação ambiental é essa que nega aos animais a integração a seu habitat natural e tenta “educar” crianças e adolescentes com a “lição” de que os animais não humanos podem ser mantidos sob aprisionamento como propriedade dos humanos, ao invés de livres.

Como representante dos Direitos Animais, o mestrando em Ciência da Engenharia Ambiental da USP Gabriel Clemente questionou a prefeita de Ribeirão Preto, Dárcy Vera, afirmando que o confinamento é um destino totalmente inapropriado para Mayson. Defende ele: “Não sou contra a Mayson em Ribeirão, mas defendo que ela fique em um espaço adequado, como um santuário. Da forma como estão fazendo, a Mayson vai sair de um circo e ir para outro, se tornando uma atração para os humanos. O foco tem que ser a qualidade de vida dos animais”.

De fato, na inviabilidade de Mayson voltar a seu lugar de origem, o santuário deveria de fato ser a única opção a ser vislumbrada pela Prefeitura de Ribeirão Preto, e não transferi-la de uma prisão para outra.

5 Comentários

-

Leia mais aqui