Artigo
19

jul 2015

meritocracia

Obs.: Este artigo não discute os erros da meritocracia capitalista. Não defendo sociedades/economias baseadas no puro mérito individual, mas precisará ser em outra ocasião que essa abordagem seja feita.

Tem-se tornado costume dar de cara com liberal-conservadores defendendo que a sociedade brasileira, do jeito que está hoje – permeada por preconceitos, discriminações e desigualdades – declare-se uma meritocracia pura e rejeite as políticas afirmativas, como cotas, cursos voltados a determinadas minorias e outras formas de “discriminação positiva”. Essas pessoas não percebem que estão nada mais do que defendendo a glorificação da cultura do preconceito e da exclusão contra múltiplas categorias de pessoas. Estão, com isso, sendo, ao mesmo tempo, racistas, machistas, heterossexistas, transfóbicos, elitistas, capacitistas, xenófobas etc. ao contribuir com a perpetuação de um quadro opressor contra múltiplas categorias. (mais…)

Nenhum Comentário

-

Leia mais aqui