Arquivo Direitos Animais/Veganismo

    Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /home/andreortega/public_html/wp-content/themes/momentum/archive.php on line 51
29

ago 2012

Destoando um pouco do conteúdo denso da maioria dos posts daqui, trago uma lista compacta com dez coisas que, por causa do racismo,  heteronormatividade e especismo dos meios tradicionais de comunicação e publicidade, certamente vou demorar muito para ter a oportunidade de ver na TV e na publicidade em geral:

1. Um anúncio de creme dental protagonizado por um casal de negros gays, em vez de por um de branc@s héteros

2. Dois comerciais consecutivos na TV serem protagonizados por garotos-propaganda negros anônimos

3. Três comerciais seguidos na TV em que haja uma quantidade (de dois para cima) igual de garotos-propaganda brancos e negros/mulatos

4. Outdoors de produtos quaisquer com casais homossexuais abraçados

5. Uma novela da Globo protagonizada por um ou dois veganos que lutam contra o preconceito sofrido na sociedade em função de sua opção de consumo

6. Dois comerciais consecutivos de cosméticos na TV sendo protagonizados por negras

7. Um Globo Repórter falando bem do vegetarianismo e mostrando o veganismo não mais como um “estilo de vida alternativo”, mas sim como um meio para o fim de combater a exploração animal

8. Um Globo Repórter falando de escravidão animal, entrevistando abolicionistas e evitando manipulações contrárias à causa

9. Comerciais na TV gravados por ONGs abolicionistas, recomendando que os telespectadores se tornem veganos e sejam contra rodeios e vaquejadas

10. Anúncios de datas comemorativas (Dia dos Pais, Dia dos Namorados, Dia das Mães etc.) apenas com garotos-propagandas negros

Nenhum Comentário

-

Leia mais aqui

    Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /home/andreortega/public_html/wp-content/themes/momentum/archive.php on line 51
19

ago 2012

Pela terceita vez em menos de 15 dias, a Rede Globo volta a difamar o vegetarianismo em suas novelas. Depois das cenas entre Cadinho, o onívoro, e Noêmia, a “vegetariana fanática”, em Avenida Brasil, a vez é da novela Amor Eterno Amor lançar ao ar uma cena desagradável e desinformativa.

A cena em questão, transmitida no capítulo de ontem, mostra entre os instantes 00:32 e 00:42 do vídeo a menina Clara dizendo: “Ó, eu adoro espinafre… Eu só não queria comer carne hoje não, pai, eu não quero comer bichinho”, sendo ela respondida pelo pai, Gabriel, que é médico: “Oh, Clara, mas aí vai faltar a proteína na tua comida, né?”. E o assunto terminou aí mesmo, sem qualquer questionamento posterior por parte de nenhum personagem.

Para quem é onívoro e leigo no tema vegetarianismo e é pouco afeito a questionar as informações verossímeis que ouve das novelas, a cena, mesmo durando apenas onze segundos, é suficiente para manter íntegra a crença carnista de que uma alimentação vegetariana não é saudável “porque não provê proteína suficiente”. E isso renova, por tabela, a sensação de conforto e segurança das pessoas que comem carne e temem que os veg(etari)anos as consigam convencer de que tanto é possível ser um vegetariano muito saudável como o consumo de alimentos de origem animal é dispensável e aumenta os riscos de certas doenças (como câncer, diabetes tipo 2, obesidade e doenças cardiovasculares).

E assim a Globo mostra novamente que não simpatiza com o veg(etari)anismo e pretende atrapalhar os esforços de conscientização veg(etari)ana que vêm ascendendo ao longo dos últimos anos, ou pelo menos manter sob controle uma parcela que ainda não teve a oportunidade de ouvir ou ler sobre vegetarianismo e veganismo.

1 Comentário

-

Leia mais aqui

    Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /home/andreortega/public_html/wp-content/themes/momentum/archive.php on line 51
09

ago 2012

Atualizado em 09/08/12, às 23h45

A Globo novamente investe no carnismo, na estigmatização cultural do vegetarianismo e dos vegetarianos. A presepada foi numa cena da novela Avenida Brasil dos últimos dias 7 e 9.

Primeiro, numa cena envolvendo os personagens Cadinho e Noêmia, Noêmia (Camila Morgado) encarna o estereótipo malicioso da vegetariana fanática. Fala com histeria e agressividade sobre a questão da exploração de galinhas poedeiras em granjas, como se Cadinho (Alexandre Borges) já entendesse plenamente do assunto, e literalmente impõe a alimentação vegetariana estrita a Cadinho, proibindo-o de comer alimentos de origem animal e não dialogando racionalmente com ele sobre Direitos Animais.

Além disso, é mostrada uma alimentação ultrarregrada, limitada e, segundo Cadinho, ruim, dando a entender que o vegetarianismo estrito não seria algo bom de se experimentar. (mais…)

16 Comentários

-

Leia mais aqui