Notícia

    Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /home/andreortega/public_html/wp-content/themes/momentum/archive.php on line 51
30

out 2012

Denúncia quente do Conselho Indigenista Missionário (Cimi) mostra que a luta do povo Guarani-Kaiowá não terminou com a suspensão hoje da liminar que oprimia os indígenas assentados na terra de Pyelito-Kue, Iguatemi (MS). Depois da vitória, mesmo se for provisória, dos nativos daquela terra, outra tribo Guarani-Kaiowá está sendo ameaçada de expulsão de seu território ancestral por uma “Justiça” que favorece os opressores.

O Cimi denunciou hoje que outra terra natal indígena, agora a de Nhu-Verá, em Dourados, também no Mato Grosso do Sul, está sob ameaça por parte do Poder Judiciário brasileiro. Segundo o Cimi, “uma decisão da Justiça (sic) Federal em Dourados autoriza a desocupação e reintegração de posse de 26 hectares de terra ocupados pelos indígenas”, e há autorização para que a polícia local use violência contra os indígenas quando estes começarem a resistir. (mais…)

1 Comentário

-

Leia mais aqui

    Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /home/andreortega/public_html/wp-content/themes/momentum/archive.php on line 51
17

ago 2012

extraído da ANDA

O Ministério Público Federal de Jales denunciou nesta quarta-feira (15) médico que operou um cachorro em Centro de Saúde de Urânia (SP). O MPF acusa o médico Danton Melo Andrade pelos crimes de peculato-desvio e corrupção passiva, segundo informa a Agência Bom Dia.

Ele fez operação no animal em 2008 e teria utilizado os mesmos equipamentos cirúrgicos destinados a pacientes. A cachorra que sofreu a cirurgia era tutelado por uma enfermeira. Para o MPF, o médico não poderia ter usado estrutura do SUS para a operação.

Mas, antes de considerar o médico um criminoso, é necessário perceber que ele certamente fez isso num ato extremo, de emergência, como um último recurso. Se houvesse um veterinário, público ou que cobrasse preços módicos, com quem a cadela e sua tutora pudessem contar, isso não necessitaria ter acontecido. A postura do médico não foi de intenção criminosa, mas de amor, empatia e respeito profundo à vida animal. (mais…)

27 Comentários

-

Leia mais aqui