Artigo de Outros Autores
22

jan 2015

subam-na-arvore

por Antonio Inácio Andrioli

Um dos aspectos mais marcantes do atual contexto social é a exacerbada competição que aparece impregnada nas relações humanas. Embora essa tenha sido uma característica também de outros tempos, podemos notar que a sua presença é tão forte em muitos espaços da nossa vida como nos parece ser a intenção de desenvolvê-la na consciência das pessoas. (mais…)

Nenhum Comentário

-

Leia mais aqui

    Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /home/andreortega/public_html/wp-content/themes/momentum/archive.php on line 51
13

abr 2014

cobra-liberdade-economica

Dentre as “liberdades” individuais defendidas pela direita, a principal e suprema delas é a econômica. Consiste em acumular livremente riquezas, gastá-las ou investi-las como quiser e expandir o tamanho e o lucro de sua(s) empresa(s) à vontade sem nenhuma interferência do Estado, assim como não ter parte significativa de sua renda e lucro suprimida pelo pagamento de impostos. Mas uma observação atenta nos faz concluir que essa “liberdade” tanto serve apenas para poucos como implica a não liberdade econômica de muitos. (mais…)

3 Comentários

-

Leia mais aqui
12

abr 2014

A "liberdade" defendida por livremercadistas, incluindo "libertários" e "anarco"-capitalistas, é idêntica à "liberdade" de um pássaro de voar e trocar de poleiro dentro de uma pequena gaiola.

A “liberdade” defendida por livremercadistas, incluindo “libertários” e “anarco”-capitalistas, é idêntica à de um pássaro de voar e trocar de poleiro dentro de uma pequena gaiola.

A liberdade talvez seja a bandeira mais alegadamente defendida pela direita, especialmente entre os liberais de livre mercado, os “libertários” e os “anarco”-capitalistas. Afirmam defender diversas liberdades individuais, como o exercício individual de todo o potencial empreendedor e o direito do indivíduo de acumular, gastar e investir suas riquezas onde e como quiser. Mas algo que não percebem é que suas bandeiras “pró-liberdade” convergem na defesa incondicional da manutenção do sistema capitalista e, por tabela, de todas as suas imposições e hierarquias. E esse sistema é bem mais próximo de um totalitarismo não estatal do que uma tradição provedora de liberdade a todos os seres humanos. Em outras palavras, os “defensores da liberdade” estão na verdade defendendo um sistema totalitário. (mais…)

2 Comentários

-

Leia mais aqui

    Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /home/andreortega/public_html/wp-content/themes/momentum/archive.php on line 51
26

jan 2014

Catracas, objetos que, alinhados bloqueando uma entrada a um lugar onde só se entra pagando, servem como grades intransponíveis a quem não pode pagar pelo acesso. Esse é só um dos tantos aspectos nada libertários do sistema que os direitistas defendem como um "sistema de liberdades".

Catracas, objetos que, alinhados bloqueando uma entrada a um lugar onde só se entra pagando, servem como grades intransponíveis a quem não pode pagar pelo acesso. Esse é só um dos tantos aspectos nada libertários do sistema que os direitistas defendem como um “sistema de liberdades”.

Exceto talvez os fascistas, a grande maioria da direita, pelo menos no Brasil, diz defender a liberdade. Os aspectos principais dessa defesa são a liberdade econômica, que consiste em o indivíduo acumular e usar seu dinheiro e sua propriedade privada como bem quiser, não ter que pagar tantos impostos e não ter a atuação da sua empresa regulada pelo Estado; o impedimento da instauração de uma ditadura socialista e a preservação da livre expressão. Mas não é difícil perceber que essa “liberdade” não é libertadora. Pelo contrário, paradoxalmente aprisiona todos os seres humanos num sistema acorrentador e castigador do qual ninguém poderá sair sem que ele seja derrubado. (mais…)

3 Comentários

-

Leia mais aqui