Arquivo Direitos Animais/Veganismo

    Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /home/andreortega/public_html/wp-content/themes/momentum/archive.php on line 51
21

jun 2011

Ontem, no programa Tudo a Ver, da Rede Record, foi promovida a banalização do sofrimento animal, quando, em reportagem sobre personagens do sertão cearense, o repórter Alex Sampaio e o narrador que não consegui identificar fizeram pouco caso da situação de um porquinho que, aos gritos, estava sendo levado com as patas amarradas numa caixa e uma galinha que foi comprada viva pelo próprio repórter para ser morta para um almoço.

O vídeo da reportagem completa está aqui, e o trecho cruel, entre os 26:19 e 29:30 da matéria, foi mandado ao YouTube, abaixo: (mais…)

5 Comentários

-

Leia mais aqui

    Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /home/andreortega/public_html/wp-content/themes/momentum/archive.php on line 51
20

jun 2011

O Jornal da Manhã Online noticiou – e aqui transformo em denúncia -: feiras livres de Uberaba estão vendendo peixes vivos, que são violentamente mortos na hora da compra.

A novidade atraiu pessoas interessadas em peixes muito “frescos” (que não entraram ainda em estado de decomposição). O JM Online descreve que “os peixes são armazenados em tanques com cilindro de oxigênio e ficam à mostra para os consumidores, próximo à banca.” Há feirantes que comercializam em uma semana 500 quilos de animais recém-mortos – os quais, depois de mortos, têm suas carcaças cortadas e limpas.

A notícia não diz como os peixes são assassinados no ato da compra, mas está óbvio que o abate é feito de forma violenta. Pode-se especular o uso de uma das seguintes formas de matar artesanalmente esses animais: “limpar” o peixe ainda vivo, descamando-os e esfolando-os em agonia; dar pauladas na cabeça; causar choque térmico jogando-os em balde ou minitanque com gelo e água superfria; ou fazê-los morrer de asfixia fora d’água.

Posso incidir no juízo de valor explícito aqui, mas digo com convicção: se comprar a carne de um animal abatido a centenas de quilômetros do lugar já é eticamente muito questionável, comprá-la vendo o animal ser morto supera as raias da crueldade explícita e da insensibilidade. É o indivíduo demonstrar que, não tendo respeito algum por formas de vida senciente não humanas, realmente não vê os animais não humanos como mais do que pedaços de carne com pernas (ou com nadadeiras) esperando ser vendidos e comidos.

Nenhum Comentário

-

Leia mais aqui

    Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /home/andreortega/public_html/wp-content/themes/momentum/archive.php on line 51
27

maio 2011

Zuckerberg come apenas carne de animais abatidos por ele

O fundador do Facebook, Mark Zuckerberg, decidiu comer apenas a carne dos animais que ele mesmo tenha matado, uma determinação que faz parte de um desafio pessoal que se propôs a cumprir neste ano, segundo reportagem publicada nesta quinta-feira pela revista Fortune.

“Neste ano, me tornei praticamente vegetariano [sic], já que só como os animais que eu mesmo mato. Até agora tem sido uma boa experiência. Como alimentos muito mais saudáveis e aprendi muito sobre agricultura e criação de animais”, afirmou Zuckerberg em carta enviada à Fortune e divulgada pela revista em seu site. (mais…)

6 Comentários

-

Leia mais aqui