Direitos Humanos

    Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /home/andreortega/public_html/wp-content/themes/momentum/archive.php on line 51
26

jun 2013

regras-para-namorar-minha-filha

Faltou um preâmbulo do tipo “Você, pretendente a namorado de minha filha, precisa saber que eu sou dono dela e quem exercita as vontades sobre os namoros dela sou eu, e não ela própria.”

Obs.: A imagem acima tende a ser heteronormativa, por causa de seu machismo. É quase impossível machistas não serem também homofóbicos. Para eles, ter uma filha lésbica seria pior do que um castigo divino, e vê-la namorar seria “o fim”. Portanto, minha abordagem tem a premissa de que as exigências do pai machista são para genros homens.

Ter pai machista é a pior coisa do mundo para moças ainda não emancipadas e para rapazes que não correspondam ao papel de gênero masculino imposto pela sociedade. Isso se torna ainda pior quando o machismo dele o faz arrogar ser não pai, mas proprietário da filha. Pois a mentalidade de um pai que se acha “o protetor” mas nada mais é do que “o machista” o inspirou a escrever esses “dez mandamentos”, colocando a filha como sua propriedade e impondo regras abusivas ao futuro namorado dela. (mais…)

79 Comentários

-

Leia mais aqui