Antimilitarismo
    04

    fev 2014

    livro-militarismo

    Um policial cearense acaba de engrossar duplamente as razões pelas quais as polícias brasileiras precisam ser desmilitarizadas o quanto antes. Primeiro, ele divulgou, em algumas instituições, seu livro que defende a desmilitarização das Polícias Militares, e segundo, recebeu como resposta não o acolhimento de sua ideia e um subsequente debate, mas sim censura, repressão, expulsão e processos. O agora ex-policial Darlan Abrantes ganhou mais motivos ainda para defender a abolição de uma instituição tão autoritária e antidemocrática como a PM e sua substituição por uma polícia, em todos os sentidos, civilizada. Leia mais »

    Nenhum Comentário

    -

    Leia mais
      01

      nov 2013

      beto-richa

      O governador Beto Richa afirmou, em entrevista à rádio CBN, que prefere policiais militares sem ensino superior completo, já que, segundo ele, eles teriam menos risco do que os diplomados de se insubordinar perante as ordens dos “superiores”. Segundo a Apra – Associação de Praças do Estado do Paraná, Richa afirmou: “Outra questão é de insubordinação também, uma pessoa com curso superior muitas vezes não aceita cumprir ordens de um oficial ou um superior, uma patente maior”.

      Não só a afirmação do governador é contrária à faculdade humana de pensar, raciocinar e questionar, como também preconceituosa, como a Apra coloca:

      A declaração do governador é um desestímulo à educação e à cultura dentro da corporação. Nitidamente, o que Richa defende, em sua declaração, é que a PM dê preferência a pessoas que não estudem.

      Além de tudo, mostra uma miopia em relação à realidade do mundo. Como se pessoas sem estudo superior não pudessem ser contestadoras ou insubordinadas (pela versão de Richa, as greves comandadas por Lula no ABC nunca existiram).

      Fica claro que o interesse dos governantes, que Beto Richa acaba representando, é que os PMs sejam nada mais do que androides obedientes e incapazes de pensar e questionar, encoleirados à vontade de quem é interessado na manutenção da ordem social, prontos para atender a qualquer ordem por mais absurda, antiética e autoritária que seja. Pessoas sem educação e suscetíveis à obediência é tudo que gente como ele precisa para se manter no poder.

      1 Comentário

      -

      Leia mais
        08

        set 2013

        Autoria mantida em sigilo para preservar o autor da crítica

        Escrito originalmente em 12/11/2012, atualizado em 08/09/2013 nacionalizando as críticas que originalmente tinham como autores os paulistas

        Como tendência de reação à cada vez mais comum posição dos brasileiros contra as polícias militares, estão aparecendo contra-argumentos de defesa à instituição, como “A quem você vai recorrer então se for roubadx/sequestradx/agredidx/estupradx?”. A imagem acima é um exemplo de argumento defensor da polícia, ou ao menos da necessidade dela num contexto em que a sociedade ainda não aprendeu a viver eticamente sem precisar de uma polícia para mantê-la disciplinada.

        A figura em questão, porém, cai em duas falácias: a falsa dicotomia e a falácia do espantalho. Leia mais »

        9 Comentários

        -

        Leia mais
          13

          jun 2013

          Foto de Sebastião Moreira/EFE

          PMs agem com violência pesada contra cidadãos inocentes. Foto de Sebastião Moreira/EFE

          Atualiado em 17/06/13

          São Paulo e outras cidades estão em insurreição popular, com milhares de pessoas em cada cidade protestando contra os aumentos das passagens de ônibus, trens e metrôs. E a polícia militar, abençoada por pessoas do PT como o ministro da “Justiça”, está agindo com violência característica de ditaduras. Soma-se essa brutalidade fascista da PMESP ao panorama de descaso dos governos petistas, incluso o federal, para com os Direitos Humanos, e tem-se a conclusão de que o Partido “dos Trabalhadores” se vendeu, aderiu à direita e se degenerou em farsa. Leia mais »

          11 Comentários

          -

          Leia mais
            02

            ago 2012

            Vem circulando no Facebook um fac-símile de um artigo recente, do último dia 28, que denuncia como o militarismo policial no Brasil necessariamente induz à violência de Estado que vemos nas comunidades humildes e contra protestos pacíficos nas ruas.

            O artigo original está aqui, e o fac-símile está abaixo (clique na imagem se tiver dificuldades de ler no tamanho disposto abaixo):

            Nenhum Comentário

            -

            Leia mais
              30

              mai 2012

              Anarquistas, peço enfaticamente que opinem por aqui.

              Mostrou a Folha.com hoje: os países-membros do Conselho de Direitos Humanos da ONU recomendaram a extinção da Polícia Militar, a famosa e famigerada PM, no Brasil.

              As acusações foram diversas, sendo as principais a de que membros da PM vêm sendo identificados como integrantes de esquadrões da morte e a de que execuções extrajudiciais vêm sujando o nome da entidade.

              Eu colocaria mais. A PM tem “Militar” no nome e segue princípios militares não só para o bem, mas também para o mal. Obediência cega e inquestionada, que leva os soldados a agirem como máquinas bestiais “feitas” para bater em pessoas que só querem o bem da sociedade, e passado sujo pela sua cumplicidade ativa com as Forças Armadas durante a ditadura de 1964-85 são apenas dois dos aspectos que fazem a PM ser cada vez mais famigerada. Leia mais »

              14 Comentários

              -

              Leia mais
                23

                mai 2012

                Noticiou hoje o Jornal do Commercio. A Prefeitura do Recife, representada pela Diretoria de Controle Urbano (DIRCON), foi com a Polícia Militar varrer do teto e da lateral do túnel Augusto Lucena, no bairro de Boa Viagem, o “lixo” humano – assim ficou patente como a Prefeitura vê os moradores da comunidade do Bom Jesus, ali localizada.

                Sem qualquer negociação ou acordo para construção de casas populares, os moradores do local foram truculentamente expulsos. Às 6h30 da manhã, os PMs acordaram os sem-tetos já arrancando os revestimentos de suas precárias casas de madeira e papelão.

                Para a Rádio Jornal, Daniele Soares, moradora da comunidade, afirmou que não havia sido avisada sobre a retirada. Ela acordou com o tumulto causado pelos PMs, que já estavam ali destruindo as habitações e cortando a energia elétrica. Leia mais »

                4 Comentários

                -

                Leia mais
                  27

                  mar 2012

                  O Jornal do Commercio parece querer que esse tipo de situação se torne comum nas avenidas do Recife. (Foto de policiais reprimindo cidadão durante a ditadura militar de 1964-85)

                  Depois do Diario de Pernambuco, é a vez do Jornal do Commercio de defender explicitamente a ordem de molde autoritário e criminalizar os movimentos sociais que vêm tomando cada vez mais as ruas do Recife e região metropolitana. Na edição de 27/03/12, a manchete e a notícia da página Cidades 1 deixa claro: o JC considera os protestos de cidadãos uma “baderna” e apoia que a polícia militar recrudesça na repressão a esse que é um direito constitucional nosso. Leia mais »

                  1 Comentário

                  -

                  Leia mais
                    10

                    mar 2012

                    Opressão interna em corpos militares também é regra nas PMs, não apenas nas forças armadas. Como é de praxe em instituições do tipo, recusar ordens por motivos éticos é motivo de punições severas, incluindo prisão ou expulsão.

                    Foi o caso dos resistentes policiais da Companhia Bravo, do BOPE (PMERJ), que eticamente se recusaram a invadir o quartel-general da PM do Rio e reprimir o movimento grevista, o qual, por sua vez, reivindicava principalmente reajuste salarial. Acabaram punidos com o afastamento permanente e a perda da farda preta e da gratificação de R$1500. Leia mais »

                    Nenhum Comentário

                    -

                    Leia mais