Artigo
08

mar 2015

perola-reacionarios

Muito se fala dos reacionários, popularmente chamados de “reaças” ou, às vezes, “coxinhas”. Fala-se dele especialmente quando há alguma ideia ligada à direita política sendo defendida, como o extermínio de criminosos civis pela polícia, a privatização de empresas estatais e bens públicos (rodovias, ferrovias, aeroportos etc.) e as acusações de que o PT é um partido “comunista” e “bolivariano”. Mas muitas pessoas ainda querem saber, não encontrando a resposta com facilidade: o que é um reacionário? E o que o reacionarismo defende afinal? (mais…)

6 Comentários

-

Leia mais aqui
08

maio 2014

Print tirado pela fanpage Ruth Sheherazade. Exemplifica como o reacionarismo leva pessoas a crerem ser válido eleger para presidente gente que tem a oferecer muito ódio e nada de "proposta" política.

Print tirado pela fanpage Ruth Sheherazade. Exemplifica como o reacionarismo leva pessoas a crerem ser válido eleger para presidente gente que tem a oferecer muito ódio e nada de “proposta” política.

 

Aviso: Este artigo não argumenta que “ser um indivíduo reacionário mata”, nem que indivíduos reacionários são todos potenciais assassinos. O texto foca na ideologia reacionária e nas ações nas quais as crenças inerentes a ela são postas em prática pela coletividade. E usar falácia tu quoque, dizendo que “o esquerdismo também mata”, não é uma refutação válida ao que o texto expõe.

Há tempos o reacionarismo brasileiro deixou de ser apenas uma mera posição de reação de discordância ideológica aos progressos sociais conquistados pela esquerda. Tornou-se, dada a atitude de muitos de seus aderentes, uma ameaça tanto ao pouco de há de democracia e liberdades no Brasil como à vida de muitas pessoas, inclusive muitos inocentes. Os fatos recentes de linchamento e as (pelo menos aparentemente) crescentes demandas por golpe militar e por perseguição política violenta contra a esquerda brasileira não deixam este texto mentir. (mais…)

4 Comentários

-

Leia mais aqui

    Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /home/andreortega/public_html/wp-content/themes/momentum/archive.php on line 51
01

fev 2014

fascismo

O artigo abaixo, de Leandro Dias, publicado no site Pragmatismo Político, reforça o alerta contra a ascensão do olavo-golpismo de caráter protofascista entre os conservadores brasileiros. Analisa de forma apurada por que esse crescimento da revolta reacionária contra a gradual conquista, pelas classes mais baixas, de espaços outrora restritos às classes alta e média-alta e a ascensão de demandas como a doutrina penal do ódio e um novo golpe militar. Alerta para o risco de ascensão de um fascismo à brasileira – não referente especificamente ao integralismo. (mais…)

1 Comentário

-

Leia mais aqui

    Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /home/andreortega/public_html/wp-content/themes/momentum/archive.php on line 51
05

jan 2014

A esquerda precisa sair da posição atual de criticar "ad hominem" Olavo e seus aliados e passar a realmente refutar as ideias que eles têm transmitido aos reacionários brasileiros. Ou é assim, ou a extrema-direita vai continuar crescendo assustadoramente e sem obstáculos.

A esquerda precisa sair da posição atual de criticar “ad hominem” Olavo de Carvalho e seus aliados e passar a realmente refutar as ideias que eles têm transmitido aos reacionários brasileiros. Ou é assim, ou a extrema-direita vai continuar crescendo assustadoramente e sem obstáculos.

[…]
Na primeira noite eles se aproximam
e roubam uma flor
do nosso jardim.
E não dizemos nada.
Na segunda noite, já não se escondem:
pisam as flores,
matam nosso cão,
e não dizemos nada.
Até que um dia,
o mais frágil deles
entra sozinho em nossa casa,
rouba-nos a luz, e,
conhecendo nosso medo,
arranca-nos a voz da garganta.
E já não podemos dizer nada.
[…]
(Eduardo Alves da Costa)

O olavismo, ideologia de extrema-direita capitaneada pelo autointitulado filósofo Olavo de Carvalho e apoiada por diversos aliados seus, vem crescendo muito nesses últimos anos. Os livros dele vêm se multiplicando nas livrarias, com direito a casulos exclusivos para ele nas prateleiras de algumas lojas e um lugar entre os 20 livros de não ficção mais vendidos no Brasil em 2013 (ver aqui também), e cada vez mais reacionários se identificam com o que ele escreve e fala. (mais…)

49 Comentários

-

Leia mais aqui