Antimilitarismo
05

jan 2015

Esta é uma das imagens-pérola mais bizarras respondidas pelo Consciencia.blog.br no  ano passado

Esta é uma das imagens-pérola pró-ditadura mais bizarras respondidas pelo Consciencia.blog.br no ano passado

por Rôney Rodrigues. Artigo de 02/04/2014, extraído do site da revista Superinteressante

Em 1964, um golpe de estado que derrubou o presidente João Goulart e instaurou uma ditadura no Brasil. O regime autoritário militar durou até 1985. Censura, exílio, repressão policial, tortura, mortes e “desaparecimentos” eram expedientes comuns nesses “anos de chumbo”. Porém, apesar de toda documentação e testemunhos que provam os crimes cometidos durante o Estado de exceção, tem gente que acha que naquela época “o Brasil era melhor”. Mas pesquisas da época – algumas divulgados só agora, graças à Comissão Nacional da Verdade – revelam que o período não trouxe tantas vantagens para o país. (mais…)

2 Comentários

-

Leia mais aqui
05

abr 2014

A bandeira do "Brasil do ódio" está de volta, já que eu não trouxe abaixo pérolas "libertárias" e "anarcocapitalistas", mas sim apenas pérolas do mais retrógrado conservadorismo.

A bandeira do “Brasil do ódio” está de volta, já que eu não trouxe neste post pérolas “libertárias” e “anarco”capitalistas, mas sim apenas pérolas do mais retrógrado conservadorismo.

Leia aqui todos os posts da série de pérolas de páginas de direita do Facebook

TW (aviso): este post é repleto de pérolas de apologia à ditadura militar, à violência armada contra a esquerda e movimentos sociais e ódio à democracia. Algumas pérolas misturam fanatismo cristão com autoritarismo pró-ditadura e/ou contêm apologia ao autoritarismo escolar, referências provocativas às torturas na ditadura e apoio à violência policial.

No último dia 22 tivemos uma tentativa de re-edição das famigeradas “Marchas da Família com deus pela Liberdade”, manifestações golpistas que intencionavam reunir mais uma vez centenas de milhares de reacionários em torno da demanda por uma “intervenção militar” que derrubasse a ordem (precariamente) democrática vigente e implantasse uma (nova) ditadura civil-militar. Felizmente foi um fracasso, tanto pelo baixo número de participantes como pela força superior dos protestos antifascistas contra essas marchas. (mais…)

6 Comentários

-

Leia mais aqui