Arquivo Carnismo e Alfacismo

    Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /home/andreortega/public_html/wp-content/themes/momentum/archive.php on line 51
11

jun 2012

Um dos contra-argumentos mais comuns entre carnistas para tentarem desqualificar o veganismo como “hipócrita” ou “sem sentido” é o uso eventual, ainda que inevitável, de remédios pelos veganos. Segundo eles, “dizemos” respeitar os animais – ou, segundo muitos, “ter pena” – mas seríamos hipócritas porque usamos medicamentos, todos os quais foram um dia testados em animais. Tantas dessas pessoas, aliás, dizem que é por isso que deveríamos exaltar, e não criticar, as pesquisas científicas em animais não humanos. Outros tantos nos dizem, em função disso, que deveríamos “morar no mato” ou nos suicidar se realmente prezamos pelos animais. Um argumento que acaba pegando veg(etari)anos novatos, mas tem falhas sérias.

Nos acusar de hipocrisia por defender os animais mas consumir medicamentos sempre parte da premissa de que o veganismo só seria válido se fosse adotado a 100%. Mas não percebem os acusadores que esse veganismo absoluto não existe. Mesmo a pessoa mais vegana da cidade grande acaba tendo que usar, por exemplo, o sabonete líquido daquele hotel, que pode ter glicerina animal na composição, ou a toalha de papel de uma empresa que faz testes em animais. E também andar num ônibus dotado de pneus que possuem como ingrediente ácido esteárico de origem animal. Isso sem falar nos próprios medicamentos. (mais…)

8 Comentários

-

Leia mais aqui