Artigo

    Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /home/andreortega/public_html/wp-content/themes/momentum/archive.php on line 51
29

mar 2013

Protestos como os atuais no máximo só poderão cortar folhas doentes, deixando a raiz da doença política brasileira intacta.

Protestos como os atuais no máximo só poderão cortar folhas doentes, deixando a raiz da doença política brasileira intacta.

Brasília se degenera a um ritmo mais assustador do que em outras épocas. Enquanto a população protesta contra Marco Feliciano, Renan Calheiros e outros personagens bizarros da política brasileira, o regressismo (forma fortalecida do conservadorismo, que não simplesmente conserva o que não presta, mas também revoga avanços nos direitos humanos e socioambientais) corporativo, empreiteiro, latifundiário e teocrático vem completando sua dominação sobre os poderes Executivo e Legislativo federais e de diversos estados e cidades. Os protestos empreendidos hoje em dia podem até derrubar os nomes mais podres, mas infelizmente não conseguirão fazer nada além disso, nada que vá cortar a raiz do mal que ronda a capital federal e impedir de verdade a escalada da direita retrógrada.

Nesses dias cada vez mais nebulosos, donos de grandes terras, teocratas evangélicos e empresários poderosos se aliam com o Governo Federal e impõem seus interesses privados goela abaixo da sociedade. Hidrelétricas destruidoras avançam com o apoio repressor da polícia militar e das forças armadas, destruindo rios, florestas e culturas indígenas e ribeirinhas. . Corruptos condenados e internacionalmente procurados brindam no alto escalão do poder. Leis antiambientais e antilaicas passam a despeito dos protestos populares e fazem o Brasil correr cada vez mais o risco de virar uma teocracia pentecostal e ruralista… (mais…)

4 Comentários

-

Leia mais aqui