Artigo
12

nov 2015

Vila de Bento Rodrigues, destruída pela catástrofe ambiental criminosamente proporcionada por empresas de mineração. Foto: reprodução

Vila de Bento Rodrigues, destruída pela catástrofe ambiental criminosamente proporcionada por empresas de mineração. Foto: reprodução

Tem sido muito difundido que a tragédia do rompimento das barragens de rejeitos líquidos em Mariana/MG, que destruiu a comunidade de Bento Rodrigues, foi na verdade um crime ambiental cometido em conjunto pela Vale e pela australiana BHP, acionistas da empresa de mineração Samarco. E esse crime está sendo sistematicamente acobertado pelos políticos de situação e oposição (de direita em ambos os lados), eleitos graças a campanhas financiadas pela Vale. Esse desastre é um sintoma de uma economia predatória e cancerosa que, por mais que controle a política, não tem muito futuro pela frente. (mais…)

3 Comentários

-

Leia mais aqui