Artigo de Outros Autores
04

dez 2014

suape

por Heitor Scalambrini Costa, professor da Universidade Federal de Pernambuco

A ideia de construir um porto que impulsionasse o crescimento econômico de Pernambuco já tem mais de cinqüenta anos. Foi durante a década de 1960, durante o governo de Nilo Coelho (1967-1971), que se iniciaram as primeiras sondagens para a viabilização desse projeto.

No governo de Eraldo Gueiros, em 1974, foi lançada a Pedra Fundamental do Porto de Suape. No entanto, apenas em 1978, já durante o governo de Moura Cavalcanti (1975-1979), através da Lei nº 7.763/78, foi criada a empresa Suape Complexo Industrial e Portuário (CIPS), para administrar o distrito industrial, o desenvolvimento das obras e a implantação e exploração das atividades portuárias. Portanto, em novembro de 2014, o CIPS completou 36 anos de uma triste história. (mais…)

2 Comentários

-

Leia mais aqui

    Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /home/andreortega/public_html/wp-content/themes/momentum/archive.php on line 51
23

jan 2012

Sob as “luzes” dos protestos contra o aumento das passagens de ônibus no Recife e a repressão policial – que, creio eu, não se vê de tal forma desde a ditadura militar -, eis uma análise bem resumida (pode chamar os argumentos de pobres, se quiser) da política direitista do Eduardo Campos, que, além de presidente capitalista de um partido “socialista”, zela pela ordem como todo bom governante de direita.

3 Comentários

-

Leia mais aqui

    Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /home/andreortega/public_html/wp-content/themes/momentum/archive.php on line 51
23

dez 2011

Desmatamento em massa, despejo de comunidades tradicionais, industrial-desenvolvimentismo sem responsabilidade socioambiental, política para os grandes empresários… O molde predatório que originou em Pernambuco o famigerado Complexo Industrial-Portuário de Suape está para chegar no santuário ambiental de Ilhéus/BA.

Serão destruídos 2.168 hectares de mata atlântica (mais de 21km²) para a instalação de um enorme porto no município baiano. Além da destruição criminosa de enorme área de um dos ecossistemas mais ameaçados do planeta, diversas famílias, muitas delas com mais de meio século de permanência, serão despejadas da região. Englobando todas as consequências, nada menos que 84 impactos ambientais negativos, de periculosidade variada, são esperados de tal obra. É o que denuncia reportagem da Folha.com: (mais…)

Nenhum Comentário

-

Leia mais aqui

    Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /home/andreortega/public_html/wp-content/themes/momentum/archive.php on line 51
12

nov 2011

Entre pessoas que defendem ideias e ações de exploração violenta de animais humanos e não humanos e do meio ambiente como um todo – como o agronegócio, a pecuária, o desenvolvimentismo sem sustentabilidade etc. –, é quase que imperativo justificá-las com sua importância econômica. Por mais cruéis e antiéticas que sejam essas atividades, tornam-se aceitáveis para seus defensores apenas pelo fato de contribuírem para a economia da região, do país e do mundo.

A esse pensamento, que possui um sério problema de coerência lógica, chamo de falácia de apelo à relevância econômica ou Argumentum ad Oeconomicum. Consiste na fórmula: (mais…)

Nenhum Comentário

-

Leia mais aqui

    Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /home/andreortega/public_html/wp-content/themes/momentum/archive.php on line 51
11

nov 2011

Abaixo um artigo muito bom do ambientalista e professor da UFPE Heitor Scalambrini Costa, sobre esse governo pernambucano que vem investindo pesado em destruição ambiental – mais recentemente em poluição e efeito-estufa.

 

O governo da poluição
por Heitor Scalambrini Costa, professor da Universidade Federal de Pernambuco

No mês de setembro houve o anúncio em Pernambuco da construção da maior termelétrica a óleo combustível do mundo, no município do Cabo de Santo Agostinho. Com uma potência instalada de 1.452 MW e um sistema de armazenamento para suprir à termelétrica, com capacidade para armazenar 200.000 toneladas de óleo combustível, foi prometido assim, produzir energia suficiente para atender as necessidades da cidade do Recife, caso necessário. A cada dia de funcionamento esta usina emitirá 24.000 toneladas de CO2 para o meio ambiente e quantidades expressivas de outros gases altamente prejudiciais à saúde humana. Além de ser perigosa, esta fonte energética é cara e aumentará a tarifa para todos os consumidores. (mais…)

Nenhum Comentário

-

Leia mais aqui

    Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /home/andreortega/public_html/wp-content/themes/momentum/archive.php on line 51
14

set 2011

Sob a luz (?) do anúncio da construção da maior termelétrica do mundo em Suape, meu colega professor Heitor Scalambrini Costa traz este ótimo artigo, que certamente é o que milhares de pernambucanos, como eu e ele, pensamos neste momento de perplexidade:

 

Governo traz para Pernambuco a maior usina suja do mundo
por Heitor Scalambrini Costa, Professor da Universidade Federal de Pernambuco

Já esta se tornando lugar comum, com toda pompa e marketing político, os anúncios bombásticos feito pelo governador de Pernambuco a respeito da chegada de novas empresas que vem para aqui se instalar, quase sempre em alguma cidade no entorno do complexo industrial e portuário de Suape. (mais…)

6 Comentários

-

Leia mais aqui

    Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /home/andreortega/public_html/wp-content/themes/momentum/archive.php on line 51
17

jun 2011

Ontem, em debate no auditório do IPAD, o secretário pernambucano de Meio Ambiente Sérgio Xavier respondeu em definitivo às minhas indagações, feitas desde o Twitter, sobre se o estuário de Suape será salvo pela nova política ambiental do governo Eduardo Campos.

Resumindo a resposta dele: a resposta de descaso transmitida pelo perfil do SEMAS no Twitter foi uma “falha de comunicação”, e ainda não está consumada a certeza de que todos os 691 hectares ameaçados pela Lei Estadual 14.064/2010 serão destruídos, uma vez que, de totalmente certos para a área condenada estão apenas dois estaleiros (Promar e Construcap) que derrubarão 71 hectares – o que, segundo ele, já está fora do poder seu e da SEMAS impedir – e os demais projetos de empresas que quiserem se instalar na área condenada podem ser modificados perante influência da SEMAS e de seus órgãos subordinados. Para ele, derrubar mais mangue, apenas se não houver absolutamente nenhuma alternativa viável para a expansão do cluster naval de Suape. (mais…)

1 Comentário

-

Leia mais aqui

    Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /home/andreortega/public_html/wp-content/themes/momentum/archive.php on line 51
13

jun 2011

Acabei de confirmar no Twitter o que eu já desconfiava: a “guinada à sustentabilidade” do Governo de Pernambuco, que se desenhou no post Uma política ambiental para Pernambuco?, é enganosa. É uma mera fachada para suavizar a impopularidade de empreendimentos presentes e futuros de devastação ambiental por parte do governo Eduardo Campos em nome do “desenvolvimento”.

A autointitulada Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade (SEMAS) (perfil Twitter: @Semas_PE) mostrou seu total desprezo ao mangue de Suape, e ainda tem a desfaçatez de dizer que compensará mangue com mata atlântica, dois biomas bastante diferentes um do outro (uma das únicas semelhanças entre ambos é que são tropicais).

As provas estão abaixo, obtidas no Twitter. Primeiro eu perguntei, sexta-feira passada: (mais…)

6 Comentários

-

Leia mais aqui

    Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /home/andreortega/public_html/wp-content/themes/momentum/archive.php on line 51
09

jun 2011

Genial artigo do professor da UFPE Heitor Scalambrini Costa, um dos nomes mais notáveis do ambientalismo intelectual pernambucano. Ele diz exatamente o que eu penso sobre a sustentabilidade que faz falta em Pernambuco (considerando que continuo cético em relação à possível guinada de Eduardo Campos ao sustentabilismo).

 

Que desenvolvimento queremos?
por Heitor Scalambrini Costa

No Nordeste, as referências de desenvolvimento apontam para o Sul, Sudeste. Somos induzidos a pensar que o desenvolvimento está ligado a eventos como à chegada de novas empresas que vêm aqui se instalar, a vinda de capitais de fora que para cá se dirigem atraídos por diversos fatores (recursos naturais, posição geográfica, oferta de mão de obra barata, incentivos fiscais, frouxidão na aplicação da legislação
ambiental) ou ainda pela realização de grandes investimentos públicos em obras ou instalações. (mais…)

Nenhum Comentário

-

Leia mais aqui

    Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /home/andreortega/public_html/wp-content/themes/momentum/archive.php on line 51
07

jun 2011

Há uma categoria de pessoas que, ao mesmo tempo em que defendem ufanicamente o modelo tradicional de desenvolvimento econômico e desqualificam e até ofendem quem lhes dirige objeções ambientalistas, negando-se a um debate racional. Abrange desde anônimos até blogueiros de renome.

Em tempos de Código Florestal, Belo Monte e expansão de Suape, eles estão com a corda toda. Exaltam ruralistas como Aldo Rebelo e desenvolvimentistas sem sustentabilidade como Dilma Rousseff e Eduardo Campos, ao mesmo tempo em que menosprezam e ridicularizam publicamente aqueles que argumentam em favor de uma política sócio-econômico-ambiental de sustentabilidade. (mais…)

4 Comentários

-

Leia mais aqui