Artigo
26

jun 2016

O comunismo propriamente dito é totalmente diferente do espantalho monstruoso que a direita cria para amedrontar as pessoas e fazê-las aceitar serem politicamente controladas

O comunismo propriamente dito é totalmente diferente do espantalho monstruoso que a direita cria para amedrontar as pessoas e fazê-las aceitar serem politicamente controladas

Editado e atualizado em 26/12/2016

Uma característica muito forte do reacionarismo é o medo do “comunismo”, que sequer recebe uma definição clara nesse sistema de crenças.

Para muitos, comunismo representa “tudo de ruim” e já teria sido experimentado, com consequências catastróficas, nos países do antigo bloco “socialista real”, como União Soviética, Cuba, Coreia do Norte, Camboja e, mais recentemente, Venezuela.

Aí nos vem duas perguntas:

Essas nações experimentaram mesmo o comunismo, tal como sua definição clássica determina?

E os problemas que são ditos como “certos” após a hipotética “implantação do comunismo” no Brasil realmente não acontecem no capitalismo? E se acontecem, será que os direitistas que vivem com medo do “comunismo” se importam? (mais…)

6 Comentários

-

Leia mais aqui