Artigo
10

nov 2015

'Movimento de Extinção Humana Voluntária: vivamos longamente e desapareçamos (como espécie)'

‘Movimento de Extinção Humana Voluntária: vivamos longamente e desapareçamos (como espécie)’ – um dos movimentos mais adversos e potencialmente desastrosos para o ambientalismo sério existentes

Existe em alguns países um movimento que defende a extinção voluntária da espécie humana, por meio da interrupção da natalidade. Ou seja, nenhuma criança nasceria mais, e assim a humanidade diminuiria pouco a pouco até o último ser humano falecer e sua espécie desaparecer para sempre da Terra. A proposta diz ter propósitos “ambientalistas” de parar os impactos ambientais das atividades humanas e deixar a Natureza revertê-los ao longo dos séculos, mas, quando analisada com o devido senso crítico político, notamos que ela nada é além de um desserviço e um desastre para o próprio ambientalismo no mundo. (mais…)

Nenhum Comentário

-

Leia mais aqui